5 dicas para não se enforcar nas dívidas de fim de ano

dívidas-fim-de-ano

Foto - Shutterstock

É comum o orçamento de final de ano apertar; IPTU, IPVA, matrícula escolar e, de quebra, viagens e presentes. E isso sem falar que muitos não contam com o 13º. Veja como se organizar para fugir das dívidas e não correr o risco de ficar no vermelho no final do ano:

1 – Não compre por impulso

As mulheres, principalmente, têm mania de comprar por impulso (tipo aquele vestido novo para passar o Natal, sendo que tem pelo menos 5 no guarda-roupa que usou apena suma vez). Só compre o que de fato for necessidade.

2 – Divida os custos com a família

Você se propôs a fazer a ceia de Natal ou Ano-Novo na sua casa? Digno, mas divida os gatos. Peça para cada um colaborar com alguma coisa; um traz as bebidas, o outro o peru, o outro a sobremesa. Ceias de Natal saem caras, mas com essas medidas, você corta seu custo em pelo menos, metade.

3- Comece a poupar desde já

Daqui até o fim do ano, poupe 30% do salário para gastar com viagens e presentes. Acabou os 30%, não recorrera a outra reserva. Contenha-se.

4 – Reserve seu 13º

O 13º não deve ser usado para gastos extras (presentes, viagens, roupas), mas sim para pagar contas, como os impostos e contas extras que surgem no final do ano; IPTU, IPVA, matrícula, etc.

5 – Tente não parcelar

Sabe aquela viagem incrível de fim de ano? Tente pagá-la à vista e peça um desconto. Nesta época costumamos parcelar muitas coisas e a viagem vai pesar. Em julho, você já não vai ter curtido tanto a ideia de ter viajado. No entanto, há coisas que valem a pena, como o IPVA, que quase não há diferença de preço para o pagamento a vista e parcelado. 


Por Helena Dias

Comente

Assuntos relacionados: fim de ano dívidas