4 dicas para aproveitar melhor o seu tempo e dinheiro

4 dicas para aproveitar melhor o seu tem

Levante a mão a vilamiga que já desejou que o dia tivesse mais de 24 horas. Por mais que a gente se programe ou recorra a uma agendinha, parece que nunca dá tempo de fazer tudo o que é necessário em apenas um dia, não é verdade?

Para acabar de vez com esse problema de maneira inusitada e bem prática, a inglesa Mr. Jones Watches desenvolveu um relógio que não marca as horas de maneira tradicional, mas sim o tempo que você precisa para se dedicar a determinadas atividades durante o dia.

Batizado de Average Day Watch (ou "O Relógio do Dia Comum") o aparelho é dividido em tarefas como comer, trabalhar, conversar, passear e ver TV. O círculo externo representa as atividades que devem ser realizadas na parte da manhã e o interno, da tarde.

O principal objetivo da invenção criativa é fazer com que a gente pare para refletir a respeito do tempo que gastamos para realizar determinadas atividades e definir se estamos sabendo aproveitar nosso dia de maneira positiva.

O acessório tem 12 anos de garantia e vem em uma caixinha desenvolvida pela artista Kate Street. Você o encomenda pelo site Uncommongoods.com, por US$ 230 (cerca de R$ 470).

Organização do tempo

Não basta apenas refletir sobre o que você faz com o seu tempo e dinheiro, também é necessário agir e planejá-lo. E para te ajudar nessa tarefa, indicamos quatro conselhos básicos de Christian Barbosa, especialista em gerenciamento do tempo e produtividade pessoal e empresarial. Veja só:

1) Descobrir o que é importante. Christian explica que muita gente acaba perdendo tempo em empregos ruins, investindo o dinheiro de forma errada, etc. Por isso, antes de mais nada, é necessário parar e fazer uma autoanálise. Por exemplo, seu emprego vale a pena ou consome o seu dia todo e não dá o retorno financeiro esperado?

2) Parar com coisas que não dão retorno. Depois de descobrir o que não está certo, comece a agir, mude as coisas. Vá, de forma planejada, atrás de seus objetivos. Pare, por exemplo, de gastar com o que não te dá nenhum retorno.

3) Planejar o equilíbrio. Comece a gerenciar melhor seu tempo e seu dinheiro, traçando metas e definindo objetivos. Trabalhe, mas não esqueça de ter tempo para você.

4) Aproveitar o equilíbrio. Depois que colocar tudo "nos eixos", comece a garantir que os frutos sejam colhidos. Pense os investimentos que fará, garanta a sua sustentabilidade, guarde dinheiro, tenha uma poupança para conseguir ter uma segurança financeira.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente