3 coisas importantes sobre cartão de crédito

cartão de crédito

Foto - Shutterstock

Sim, os cartões de crédito parecem ser mágicos e a solução dos problemas para quem não tem dinheiro para pagar algum bem no momento. Mas, cuidado que o método de pagamento pode ser uma cilada e pode piorar as dívidas.

Quer usar a tarjeta sem medos? Então, veja três coisas importantes sobre cartão de crédito:

1 - Use o limite que dá para pagar

Se você faz parte da turma que compra no crédito sem pensar nas consequências do mês seguinte, tome cuidado porque o pagamento mínimo não pode ser uma solução eterna. Desde agosto de 2012 os brasileiros não usavam tanto os cartões de crédito. Segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (ANEFAC), os juros de maio de 2014 chegaram a 10,52% ao mês.

Os gastos no cartão de crédito devem ser encarados como uma emergência e planejados para serem pagos totalmente na próxima fatura. Se afundar em dívidas só vai piorar a situação. Então, se ver aquele vestidinho lindo-de-morrer, se segura! Guarde o dinheiro e compre quando estiver estabilizada.

2 - Uso consciente traz benefícios

Brindes, milhagens, ingressos para shows ou corridas, fila especial e benefícios de pagamentos são algumas das regalias oferecidas pelas redes de cartão de créditos. Quando usados com controle, os cartões podem multiplicar o dinheiro, dando benefícios e poupando mais as finanças. Mas, para isso, é preciso ter um controle diário e mensal dos gastos, muita paciência e disposição.

3 - Autocontrole é a palavra de ouro

Faça uma planilha de gastos para controlar e saber o que realmente foi gasto, quanto sobrou de limite, o que poderá vir de juros, etc. É indicado também estabelecer metas, com objetivos de gastos e economias - busque restringir gradativamente as economias, fica a dica. Não parcele as compras em mais de 3 vezes, já que os juros poderão ser maiores e as dividas também parecerão não ter fim. Se possível, tenha apenas um cartão para evitar mais gastos.


Por Caroline Sarmento

Comente

Assuntos relacionados: dinheiro dívidas economia