10 sintomas de que você está com dívidas

dívida

Shutterstock

Segundo uma pesquisa feita em março divulgada pela Fecomercio SP - Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo, 1,7 milhão de famílias paulistanas adquiriram algum tipo de dívida.

O endividado, diferente do inadimplente, não tem contas em atraso, mas tem dívidas programadas. Entre essas dívidas normalmente estão o cartão de crédito, cheque especial, carnês de lojas, empréstimos e prestações de carro, seguro ou imóveis.

Para Wilson Justo, diretor de Marketing e Relacionamento com o Cliente, as famílias devem estabelecer um limite para essas dívidas, para que os juros não comprometam muito o orçamento familiar. "É importante fazer um diagnóstico e ter o controle das suas dívidas. Se o endividamento for alto é preciso rever suas contas, para não pagar muito juros. Na maioria dos casos, vale economizar por um tempo e comprar à vista depois", alerta o executivo.

O cartão de crédito foi apontado por 74,2% das famílias endividadas como um dos principais tipos de dívida. Seguidos pelos carnês, para 17,5% dos entrevistados, e financiamento de carro, para 14%. "O cartão de crédito é um ótimo instrumento, é prático e seguro, mas sempre deve ser usado com cuidado. Parcelar a fatura do cartão deve ser uma das últimas alternativas, já o parcelamento no momento da compra é uma boa opção caso não seja acrescida de juros", completa Justo.

Sinais do endividamento

Para saber se você está entrando no grupo dos endividados ou se já faz parte dele, Justo aponta 10 sintomas clássicos, que podem ser considerados fortes sinais de alerta. Veja!

1)Você faz promessas de redução de gastos mesmo com um comportamento de compras pouco controlado;

2)Pequenos deslizes no controle do orçamento deixam de ser pequenos;

3)A somatória das despesas fixas ultrapassam 70% do salário líquido;

4) O limite do cartão de crédito passa a ser insuficiente para as compras, pois está tomado com compras parceladas;

5)Você passa a atuar com mais um cartão de crédito e utiliza linhas de crédito complementares, como o cheque especial, para passar o mês;

6)Você começa a pagar dívidas com atraso e entra no rotativo do cartão de crédito;

7)Inicia processos de renegociação de dívidas;

8)Interrompe pagamentos de renegociações;

9)Tem que privilegiar pagamentos de contas mais importantes, como aluguel, escola e contas de consumo;

10)É obrigado e se desfazer de bens quitados, por valores menores que os de mercado, para saldar dívidas.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: finanças dinheiro dívidas notícias