Você sabe contratar e reter talentos em situações críticas?

Muito se aborda sobre o relacionamento nos ambientes de trabalho envolvendo colegas e chefes. Nós mesmos já tratamos aqui sobre as dificuldades enfrentadas por quem trabalha com chefes difíceis. Abordamos também sobre os processos seletivos e processos de mudança de emprego.

Muito bem. Mas como o nosso público aqui é predominantemente feminino, cujo avanço na ocupação de cargos de liderança e comando se desenvolve a pleno vapor, cabem alguns questionamentos: E se você for a chefe? E for sua a responsabilidade de captar e reter talentos? E se você anda insatisfeita com a empresa onde trabalha, onde o asfixiante ambiente, mais expulsa do que atrai bons profissionais e mesmo assim é cobrada por trazê-los e mantê-los motivados e engajados com os propósitos da empresa? Situação difícil é verdade. Porém comum, muito comum.

Talvez a palavra de ordem (se é que existe algo assim tão determinante) seja equilíbrio. Sim, é necessário separar os diferentes estados de espírito diante das situações críticas, naquelas onde o seu incômodo impera, ou naquelas onde a descrença na empresa e em sua cultura organizacional, predominam sobre qualquer atenuante.

A pior delas é quando você não acreditar em mais nada, depois de ter tentado todas as possibilidades e brigado por suas ideias e posições. Neste caso, a credibilidade da empresa diante de você não existe mais, e um bom caminho seria repensar o momento profissional e quem sabe planejar uma mudança de emprego ou eventualmente de carreira. É muito difícil diante desse contexto, atrair e reter talentos, sem parecer artificial, ou deixar transparecer que algo de muito errado está acontecendo.

No entanto, quando o desconforto tem origem em uma conjuntura específica e pontual, particular ou da empresa, e até mesmo crônica, mas para onde você sabe que todos os esforços estão sendo dirigidos em busca de soluções sólidas e verdadeiras, uma postura realista e honesta pode fazer toda a diferença. Afinal de contas, profissionais talentosos sabem que as organizações não são perfeitas, que os defeitos brotam, e que é justamente por isso que o seu talento e capacidade são tão caros e necessários.

Para isso, reunimos um conjunto de dicas que podem contribuir com a importância estratégica desse momento:

1 - Sinceridade sempre. Ocultar problemas e situações críticas fragilizarão a credibilidade da empresa diante do novo profissional, logo nos primeiros dias de trabalho, e eventualmente de forma irreconciliável.

2 - Depois da sinceridade, ponderação. É necessário que os problemas e dificuldades sejam conhecidos, mas é muito importante esclarecer que a empresa trabalha duro para resolvê-los, e que é justamente por isso que busca talentos com tanto zelo.

3 - Mantenha a equipe informada, mesmo nos piores momentos. Isso neutraliza os boatos que quase sempre tendem a maximizar de forma fantasiosa as situações mais complicadas. Uma equipe bem informada trabalha com maior coesão de propósitos e é nesse momento que lideranças e talentos são forjados.

4 - Informe sobre os progressos e saiba reconhecer o sacrifício. Saber que seus esforços estão repercutindo na evolução dos acontecimentos, e que são reconhecidos, representa uma injeção de ânimo, e ajudam a ter certeza de que o direcionamento das ações está correto.

5 - Escute muito. A coragem para lidar com vozes discordantes e críticas, contribui para formar profissionais e equipes mais maduras e comprometidas, pois a crítica traz consigo o ônus da responsabilidade.


6 - Fuja de modismos e processos motivacionais empacotados. As pessoas tem pouca paciência para isso nas horas difíceis, e quando funcionam acabam por infantilizar equipes e líderes, mascarando o óbvio e a realidade latente.

Por fim, diga sempre a verdade, e quando não acreditar em mais nada, bem, diga a verdade para você também, e trate de caia fora.

Gustavo Chierighini, atento observador do universo corporativo, é fundador e publisher da Plataforma Brasil, especializada em informações e conteúdos de inteligência empresarial. www.pbrasilnet.com.br

Comente