Vale a pena ser efetivado no emprego temporário?

5 aspectos importantes para pensar antes de aceitar a proposta
emprego-temporário

Foto - Shutterstock

Nesta época do ano, as vagas de emprego temporário já estão a todo vapor. Se você já é um contratado para este tipo de vaga e pretende ser efetivado,  é importante avaliar alguns aspectos.

Consultamos a especialista Rosangela Souza, sócia-diretora da Companhia de Idiomas e ProfCerto, que listou cinco pontos para você refletir:

1)  Faça uma avaliação da empresa e da função

Você está gostando da empresa? Ela pertence a um segmento no qual você se interessa? Gosta da função que desempenha? Consegue identificar outras funções que gostaria de desempenhar nesta empresa?

2)  Você tem vocação para a função atual? 

Por exemplo, foi contratado como vendedor e adora vender? Aproveite então para ampliar explorar seus talentos e pontos fortes nesta oportunidade. Aperfeiçoe sua técnica. Talento natural, paixão pelo que faz e disciplina podem tornar você um profissional indispensável.  

3) Como é a chefia?

Entenda que lidar com pessoas difíceis é sempre uma grande escola. Você tenta de um jeito, ele reclama. Tenta de outro, ele reclama.  Compreender como o outro funciona e se dar bem com todo tipo de gente leva tempo, especialmente porque no trabalho a questão não é só se dar bem com as pessoas.

 É conseguir resultados através de bons relacionamentos. Você deve, todos os dias, colocar como desafio este item, pois aprenderá muito, e pode aproveitar as lições no emprego da sua vida - ou até neste mesmo, se for efetivado.

4) E o salário?

Se ele não for bom, reorganize-se financeiramente.  É possível viver com um salário mínimo e ajustar o padrão de vida para ele (não é fácil, mas é possível). Assim como é possível ganhar R$ 15 mil por mês e achar que pode ter um helicóptero - e se endividar muito, porque não pode, na verdade.  

5)  Distância de casa

O tempo diário de deslocamento pode impedir você de realizar um projeto a curto prazo, que é sua graduação, pós ou curso de extensão. Nunca desista de estudar porque sua empresa fica longe de sua casa e não dá tempo. Nunca. Você está assim abrindo mão do futuro, pelo presente. 

Se os aspectos anteriores não valem a pena, pense novamente. O tempo perdido no trânsito não volta - e sua saúde, estudo e família precisam justamente desse tempo.


Comente

Assuntos relacionados: emprego temporário emprego fim de ano