Vai palestrar? 4 dicas para caprichar na apresentação

apresentação

foto: Shutterstock

Alguns cargos exigem que o funcionário discurse sobre metas e planejamento em reuniões e palestras. No seu trabalho você também passa por isso? Para muitas pessoas, falar em público é um desafio. 

Para garantir reconhecimento através de uma apresentação competente e de destaque, não adianta falar ou apresentar qualquer coisa. Infelizmente muitos palestrantes ainda trabalham com slides no PowerPoint e repetindo informações, tornando a palestra chata e maçante.

Mas realmente precisa ser assim? Apresentações corporativas arrastadas, cheias de dados e gráficos, temas desconexos, organização confusa, sinônimos de tortura? Especialistas da SOAP – State Of the Art Presentations, explicam que o  primeiro questionamento necessário é: qual informação você quer passar? Em qualquer apresentação há um objetivo único, uma ideia central a ser transmitida.  

Dica 1: Defina os objetivos 

Se  você já identificou o objetivo da apresentação, considere agora o seguinte: é possível contar uma história a partir dos dados disponíveis? Calma, não precisa ter personagem, clímax, pausa dramática, etc. Seja modesta! Preocupe-se apenas em apresentar o conteúdo de modo organizado, com uma linha lógica: começo, meio e fim.Agora, se, além de apresentar de forma interessante um assunto, você realmente quer se diferenciar dos outros palestrantes, anote aí: eleja um tema! Nada mais impactante do que construir uma apresentação a partir de um tema.

Dica 2: Conte uma história

Pessoas se conectam com histórias, personagens e situações nas quais se identifiquem. Ao definir tema e uma história a ser contada, é hora de traçar um roteiro interessante para evitar que nenhum dado importante fique de fora. Sua apresentação será um grande momento corporativo e o conteúdo apresentado ficará na memória das pessoas por muito tempo. E, que fique claro, esse é o resultado a ser alcançado. 

Dica 3: Pense no visual da apresentação

Quer um exemplo? Em uma apresentação de resultados anuais de uma grande empresa de cosméticos, o tema escolhido foi o Oscar. No dia do evento, os apresentadores trajavam smoking (os homens) e vestido (as mulheres, claro). Os melhores vendedores do ano receberam réplicas da famosa estatueta. A criação visual dos slides era toda em cima desta temática e os capítulos foram divididos em categorias como “melhor performance de vendas”, “maior vilão (os concorrentes, claro) e “melhor lançamento do ano” (para novos produtos). A apresentação foi um sucesso de público. 

Ou seja, para complementar o tema escolhido para sua apresentação, abuse da decoração, figurino, objetos. Crie uma boa ambientação sobre o tema escolhido. 

Dica 4: Treinar, treinar, treinar

Agora a questão final. Roteiro e história definidos. Questões visuais e de ambientação escolhidas. O que falta? A etapa mais importante: o apresentador. Somente com seu discurso bem ensaiado é que você irá capturar a atenção da audiência e, acima de tudo, transmitir segurança sobre aquilo que está falando.

Um bom treino, em ambiente controlado (ex: sala de reunião) é a garantia de uma apresentação eficaz. Uma boa apresentação depende quase que exclusivamente do apresentador, mesmo sem nenhum apoio audiovisual ou ambientação.


Se achar válido, chame colegas ou pessoas da sua equipe e faça uma simulação. A primeira evidência de que seu PowerPoint poderá ser bom é se o roteiro funciona só no discurso. Afinal, quem convence e conquista a confiança é o apresentador. O apoio visual deve servir apenas para ajudar o apresentador a ser mais didático e aumentar a chance de retenção da atenção.

Por Jessica Moraes

Comente

Assuntos relacionados: carreira apresentação