Site sobre bolsas de estudos no exterior

A troca de experiências é, sem dúvida, o melhor caminho para o desenvolvimento. E a melhor forma de incentivar isso é promovendo o intercâmbio. Essa é a proposta do programa Ciência sem Fronteiras, que prevê a utilização de até 75 mil bolsas em quatro anos. A expectativa é de contemplar cerca de 3.890 alunos ainda este ano. O número deve dobrar no ano que vem.

No ar desde o último dia 28, o site do programa já recebeu mais de 200 mil acessos, de acordo com informações da assessoria do CnPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) divulgadas pela Agência Brasil.

Estimulando o intercâmbio estudantil internacional entre estudantes de graduação e pós-graduação, a intenção é que os alunos façam estágio no exterior para manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação á tecnologia e inovação, além, é claro, de atrair pesquisadores do mundo inteiro.

Seleção

Para concorrer as diversas bolsas de graduação e doutorado, o candidato deverá ser avaliado pela nota do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) e do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), em que o aluno deverá alcançar no mínimo 600 pontos.

Por Lívany Salles

Comente