Sheryl Sandberg - a mulher por trás do Facebook

Sheryl Sandberg  a mulher por trás do Facebook

Foto/Reprodução

Por mais batido que seja dizer que, por trás de um grande homem sempre existe uma grande mulher, parece que Mark Zuckerberg, o garoto prodígio que criou o Facebook, concorda com isso. Sheryl Sandberg, de 41 anos, é considerada o braço direito do empreendedor e assume o cargo de diretora de operações da maior rede social do mundo.

Nascida e criada no norte de Miami Beach, Florida, Estados Unidos, Sheryl trabalhou e estudou muito até chegar ao seu lugar de destaque. Ainda na época do colégio, na década de 1980, ela deu aulas de ginástica. Em 1987, ela entrou na Universidade de Harvard, onde se formou e recebeu um prêmio especial para estudantes de economia.

O primeiro trabalho de Sheryl foi no Banco Mundial, onde executou projetos direcionados à saúde na Índia, em assuntos como a cegueira, lepra e AIDS. Seu MBA com mais alta distinção chegou em 1995, devido a outro curso na Harvard Business School. Depois de todas as especializações, ela não parou mais: trabalhou por um ano como consultora de gestão na MCKinsey & Company e por quatro anos como Chefe de Gabinete do Secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Larry Summers, durante o governo de Bill Clinton.

Foi no final de 2007 que Zuckerberg conheceu Sheryl e, de cara, ficou muito impressionado, sabia que ela era a pessoa certa para o cargo de diretora de operações do Facebook. Durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, em 2008, o garoto prodígio anunciou que ela seria contratada e deixaria o Google, local onde trabalhou por seis anos como vice-presidente de operações e vendas, responsável por administrar os canais de venda dos programas de publicidade.

Atualmente, é ela quem supervisiona as operações de negócios da empresa, incluindo as vendas, o marketing, desenvolvimento de negócios, recursos humanos, políticas públicas e comunicações da maior rede social do mundo, um negócio avaliado em mais de R$16 bilhões.

Durante esses quatro anos no Facebook, o trabalho de Sheryl aumentou muito, seguindo o espantoso crescimento da rede social. Em dois anos, de 2008 a 2010, o número de usuários do Facebook quintuplicou. Tal crescimento fez com que a empresa precisasse expandir.

Sheryl comanda, além do escritório central nos Estados Unidos, os da Austrália, Irlanda, Itália, França e Índia. Sob seus cuidados estão os mais de 1700 funcionários espalhados pelo mundo.


O cargo de extrema responsabilidade trouxe muitos reconhecimentos. Ela é uma das 25 mulheres mais influentes do mundo da web. Em 2010, Sheryl ficou em 16º lugar entre as mulheres mais poderosas no mundo dos negócios segundo a revista "Fortune".

Por Carolina Pain (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: carreira