Regras para vendas de produtos eróticos em casa

Com a finalidade de organizar o comércio de artigos eróticos, será lançado no próximo dia 26 um manual de etiqueta com regras comerciais para as consultoras que vendem produtos nas casas. Elas que vêm atuando de forma intuitiva, pois ainda não há nenhuma publicação do gênero disponível.

Paula Aguiar, autora do livro Sexshop na Sacola, diz que as normas são necessárias para preservar o bem-estar do casal, além de evitar situações constrangedoras na frente de crianças. Paula Aguiar aconselha: "nem todos os produtos podem ser levados as casas das consumidoras sem verificar determinados fatores. A consultora deve ter cuidado redobrado com a exposição de produtos e mesmo com conversas íntimas e catálogos deixados a mostra em qualquer ambiente".

Além disso, Paula enfatiza que as consultoras são a porta de entrada das consumidoras para o universo de sexshops e que este papel tem sido fundamental para ampliar a base de consumo. "No entanto, este trabalho deve ser cuidadoso para se evitar erros grosseiros causados pela falta de conhecimento dos produtos e de discernimento do que devem ser comercializadas ou não dentro dos lares brasileiros", conclui.

A publicação tem o apoio da Abeme (Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual).

Lançamento: 26 de maio, às 17 horas

Hot Fair Rio de Janeiro

Local: Riocentro - Pavilhão II - Av. Salvador Allende, 6555

Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ - Brasil

Data: 26 a 29 de maio de 2011

Horário: das 16h às 24h

Por Lívany Salles

Comente

Assuntos relacionados: carreira mulheres sex shop etiqueta regras manual