Realização profissional x gestação

Realização profissional x gestação

Foto: Dreamstime

Um dos dilemas mais discutidos do universo feminino é a disposição durante a gestação, mas por trás de tanto assunto, alguns mitos criados pela nossa sociedade, há anos, colocam a capacidade profissional das mulheres em prova. Esse é o momento de derrubar esses boatos e descobrir quão funcional e criativa a mulher está durante esta fase.

Os três primeiros meses da gestação são reconhecidos como os mais complexos, os enjôos, ânsias, o sono, entre outros maus podem contribuir com algumas ausências no trabalho. Mas graças a tecnologia muitas mulheres praticam o home office com excelência. É claro que existem casos onde o repouso absoluto é fundamental, mas um bom pré natal, onde dietas, exercícios físicos e vitaminas são recomendadas e seguidas a risca colaboram com o bem estar feminino e a frequência no trabalho.

Essa ideia de depender da lei para assegurar o emprego não funciona para aquelas mulheres realizadas profissionalmente e que encontram em suas carreiras o prazer diário. Por isso, muitas empresas estão investindo em programas e ações de estimulo e valorização da gestante e seu novo estilo profissional.

Valéria Labat, diretora do espaço Mammy To Be, em São Paulo, ministra em empresas, cursos e palestras sobre o assunto e afirma que a gravidez e trabalho não são incompatíveis. Segundo a diretora, ao contrário do que muitos pensam, a produtividade de uma gestante pode aumentar, por mais que a barriga pese.


Por Livany Salles

Comente