Qualidade de vida nas empresas

Qualidade de vida nas empresas

Quick massage. Foto: divulgação.

É tão bom quando a gente se sente bem no ambiente de trabalho, não é? Isso nos faz sentir mais motivados e menos estressados. A qualidade de vida foi apontada como uma das 10 razões escolhidas pelos profissionais na hora de aceitar uma nova proposta de emprego na pesquisa "A Contratação, A Carreira e a Demissão dos Executivos Brasileiros de 2009", realizada pela Catho Online. E pelo jeito algumas empresas já perceberam isso.

Uma delas é a Nivea, especialista em cuidados pessoais. A empresa desenvolve o "Programa Bem-Estar" há mais de um ano, oferecendo quick massage uma vez por semana e, esporadicamente, outras atividades para os funcionários. "No começo, pensamos que as pessoas não iriam deixar seus postos de trabalho para receber massagem. Mas fomos surpreendidos. Hoje, a agenda de quick massage está sempre lotada", conta a responsável pelo setor de Recursos Humanos da Nívea, Renata Braite.

Ela afirma que os colaboradores ganham tempo quando param e fazem massagem, pois voltam ao trabalho mais produtivos. "Acreditamos que isso aconteça porque os funcionários ficam mais conscientes do próprio corpo. Muitos se queixavam de dores de cabeça e falta de concentração, e agora não se queixam mais", diz.

Carolina Stilhano, gerente de comunicação da Catho Online, observa que várias empresas têm buscado a melhoria do ambiente de trabalho e, conseqüente, aumento na produtividade dos funcionários. "Há empresas que têm áreas de descanso e lazer para seus funcionários, outras fazem parcerias com academias, programas de saúde e bem-estar. Tudo pensando em ter funcionários mais saudáveis e felizes", afirma.

A "Hera Brasil", especializada em oferecer serviços de qualidade de vida para funcionários, é a responsável pela quick massage realizada na Nivea. Hoje, esse tipo de consultoria tende a crescer. "As empresas precisam entender que seu maior bem são os funcionários", diz Guilherme Falchi, diretor comercial da Hera Brasil.

Ele informa que a produtividade aumenta cerca de 20% nas empresas que investem em qualidade de vida. "Além disso, com um ambiente de trabalho equilibrado, a redução de custos com saúde chega a 50%, já que os colaboradores ficam doentes com menos freqüência e por menos tempo", conta.

Guilherme descreve a atividade da empresa onde trabalha. "Primeiro, estudamos o cliente para entender quais os principais pontos de escape de que os colaboradores precisam. Depois, traçamos um projeto de acordo com essas informações e vamos acompanhando os resultados." Esse acompanhamento é uma avaliação que acontece de três em três meses com cada cliente. Os funcionários da Hera Brasil também mantêm contato com toda a hierarquia da empresa, diariamente.

No "Espaço Mulher", evento oferecido pela empresa, as funcionárias aproveitam serviços como manicure, pedicure, depilação, palestras e massagem. "Creio que esses serviços sejam ainda mais importantes quando se trata das mulheres, pois elas são mais sobrecarregadas, são mães, esposas e se preocupam mais com a auto-estima", justifica o diretor comercial.

Mas há outras atividades voltadas ao público feminino que estão ganhando espaço nas grandes corporações. "Com a creche dentro da empresa, por exemplo, as mães podem cuidar ou amamentar os filhos sem precisarem se deslocar do trabalho e ainda conseguem executar suas atividades sabendo que os filhos estão sendo bem tratados e logo ali do lado de seus escritórios", observa Carolina.

Qualidade de vida nas empresas

Ginastica Laboral. Foto: divulgação.

Segundo a gerente de comunicação, os empresários estão percebendo que precisam de funcionários saudáveis e que saibam equilibrar vida profissional e vida pessoal. É deles que depende o sucesso de qualquer empresa. "Se as empresas conseguem permitir estes espaços e esta saudabilidade aos seus profissionais, logo elas terão equipes totalmente focadas que investem no negócio como um todo", completa. E isso significa um lucro maior.


A especialista citou vários serviços que podem ser oferecidos para o bem-estar dos funcionários. Quem sabe sua empresa não resolve implantar algum:

- Criar áreas de lazer e de descanso, com livros, videogames, televisões, filmes;

- Fazer parcerias com academias de ginástica ou disponibilizar uma dentro da própria empresa;

- Propor programas e campanhas internas pensando no bem-estar de cada profissional;

- Ter profissionais que aplicam ginástica laboral dentro das empresas;

- Propor horários flexíveis em dias de rodízios, ou estabelecer banco de horas.

Por Priscilla Nery (MBPress)

Comente