Profissões em extinção

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Profissões em extinção

O mundo do trabalho está em constante mutação. Na roda das inovações e tecnologia muitas profissões perderam espaço e outras tantas novas funções foram criadas. E não é só a tecnologia a única culpada, fatores culturais e a dinâmica social também são responsáveis pelas transformações. Vamos relembrar, com um pouquinho de nostalgia, algumas ocupações que estão sumindo...

Datilógrafo - os mais novos nem sabem dizer o que fazia um datilógrafo. Máquinas de escrever aposentadas, função idem!

Telefonistas - as verdadeiras foram substituídas pelos sistemas automatizados de atendimento ou pelos operadores de telemarketing.

Alfaiate - Houve uma época em que não existia outra forma de se vestir senão encomendando roupas ao alfaiate. Quando não existia o “pronto para vestir” era ele a salvação! Na sociedade industrializada, o declínio da função foi gritante. A facilidade e a rapidez de comprar na loja abafou o “status” e a elegância de ter um terno talhado especialmente.

Sapateiro - o ofício de fazer calçados sob encomenda, que antigamente passava de pai para filho, era certeza de trabalho garantido. Na era do “comprar tudo pronto” e “descartar” facilmente o que se quebra, hoje a atividade se resume a poucos consertos de sapatos.

Por Karina Conde

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente

Assuntos relacionados: carreira trabalho