Profissionais em busca de reciclagem pessoal e profissional

Reciclagem na carreira  já fez a sua

Foto Ambro Images http://bit.ly/g43yMx

Nem sempre é possível conciliar a dia a dia profissional com os cursos que precisamos fazer para nos atualizarmos e angariarmos novos cargos dentro da empresa. Por isso, alguns funcionários decidem deixar a empresa pelo período médio de um ano para fazer cursos no exterior e reciclar os conhecimentos profissionais, sem contar o crescimento pessoal. Só em 2011, segundo dados divulgados no Salão do Estudante, 365 mil pessoas viajaram para estudar fora do país. E a expectativa é que este ano este número salte para 500 mil.

Geralmente essa iniciativa parte do funcionário, que sente necessidade de ampliar seus conhecimentos e conquistar novas oportunidades na empresa onde trabalha. "Se a ideia do profissional é aplicar seus novos conhecimentos no emprego atual, a empresa certamente vai aguardar a sua volta, uma vez que ele vai agregar e muito", comenta Leyla Nascimento, presidente da ABRH-Nacional (Associação Brasileira de Recursos Humanos).

Há casos em que a empresa tem o objetivo de investir numa nova área, por exemplo, e o funcionário aproveita estes meses para atender às necessidades da vaga que vai abrir e fazer cursos e pesquisas. Agora se o funcionário quer dar um tempo na carreira para conhecer áreas que não tenham relação alguma com o local onde trabalha atualmente, o melhor é ele se desligar de vez. Vale lembrar que o investimento sai do bolso do profissional, pois a iniciativa faz parte de um planejamento de carreira montado por ele mesmo.


A presidente da ABRH-Nacional conta ainda que este intervalo também traz vários benefícios para a vida pessoal. "O profissional leva sua realidade de vida para um país diferente e faz novas relações. É, inclusive, uma boa oportunidade para aprender a controlar a ansiedade e administrar o tempo disponível para estudar bastante, fazer novos contatos e conhecer o país. Um ano não é tanto tempo assim e serão poucos meses para absorver tanto conhecimento!"

Geralmente são as empresas e profissionais ligadas a áreas técnicas que mais apostam neste método, entre elas Engenharia, Metalurgia, Mineração e TI. Durante este tempo fora da empresa, o profissional tem a chance de melhorar sua fluência em um determinado idioma e ampliar seus conhecimentos. "Caso a pessoa vá se preparar para assumir um cargo de líder, este período em contato com outras culturas certamente fará com que ele aprenda a entender melhor com sua equipe, já que vai comandar pessoas com comportamentos diferentes ", ressalta Leyla.

Por Juliana Falcão (MBPress)

Comente