Plano de Carreira, você tem um?

Qual é o seu plano de carreira? É assumir o lugar do seu chefe? É chegar a gerente do seu departamento em alguns anos? É ocupar o posto de diretor da sua empresa um dia? Se é isso então me desculpe, mas o seu plano está furado. Eu vou lhe dizer por quê.

Muita gente acha que progredir na carreira é conquistar os cargos que estão acima do seu. As pessoas fazem uma espécie de mapinha no organograma da empresa: "hoje eu estou aqui, amanhã quero estar ali e depois de amanhã chego lá".

Então elas se espelham nos profissionais que ocupam esses cargos e procuram desenvolver as mesmas habilidades que eles têm, fazem os mesmos cursos, viram meio que clones desses profissionais.

Isso é um problema hoje em dia, porque as empresas mudam muito. Quem garante que amanhã essa estrutura de cargos continuará igual? E se sua empresa for comprada por outra? E se resolver se juntar com outra? E se você sair da empresa, como fica o seu plano? Será que você vai ter que mudar tudo? E aquele curso de japonês que você fez porque o seu chefe também fez, vai servir pra alguma coisa?

Pois é, você já havia pensado nisso? Se não pensou, é hora de avaliar a maneira como planejou sua carreira. Olha, eu vou lhe dar uma dica: em vez de vincular a carreira à conquista de cargos, faça um planejamento baseado na conquista de competências e habilidades.

Dê prioridade a aquilo que é importante para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Se você trabalha como vendedor, por exemplo, desenvolva-se para amanhã supervisionar uma equipe de vendedores. Depois, para ser o responsável pelas vendas de um departamento inteiro. Depois, para ser o responsável pelas vendas de uma empresa inteira.

Percebe a diferença? Com essa estratégia de carreira, tanto faz que produto você irá vender ou em que empresa irá trabalhar. Você pode até fazer carreira fora de uma empresa, como autônomo ou empreendedor do próprio negócio.

É isso. Planeje a sua carreira como um caminho de desenvolvimento pessoal, que independa de onde você estiver. Dê agora o primeiro passo e pergunte-se: "Como estou conduzindo minha carreira?"

Colunista do Vila Sucesso e Vila Equilíbrio, Leila Navarro é palestrante motivacional e comportamental, além de ser empresária e Presidente do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Capital Humano.

Comente