Planeje sua carreira de forma estratégica

planejamento estratégico

Você já parou para pensar como está planejando a sua carreira? Assim como nas empresas também podemos elaborar a nossa gestão estratégica e pensar lá na frente da maneira certa. Afinal, se não pensarmos no futuro, alguém fará isso por nós, ou contra nós.

No livro Gestão Estratégica, o consultor e professor Eliezer Arantes da Costa explica algumas atitudes típicas das empresas. São modelos aplicáveis a nossa carreira que servem de reflexão para nós, conforme explica Katia Saisi, jornalista e mestre em Comunicação e Mercado pela Faculdade Cásper Líbero.

A primeira atitude da lista é a tradicionalista. As empresas acreditam que fatores de antigamente também fazem sucesso nos dias de hoje, dessa forma acabam acomodadas. Há também as pragmáticas, que vivem em função do presente e de modismos. E ainda as otimistas ou pessimistas, que apostam num futuro certeiro (seja ele bom ou ruim), mas sem qualquer referência na realidade. Entretanto, segundo o consultor, o correto é pensar estrategicamente, ou seja, pensar no futuro que se quer e listar o que realmente pode ser feito agora. Não apenas almejar algo muito além, sem um plano concreto. É preciso construir o futuro desde já, a partir de onde queremos chegar. "É olhar o presente a partir da projeção do futuro desejado", explica o autor.

Para tanto, é necessário uma mentalidade estratégica. Isso implica não apenas em se apoiar no que vai acontecer daqui a um mês apenas em sua cidade ou entorno dela, mas sim, daqui a mais de dez anos em todo mundo. Claro que ninguém consegue adivinhar tudo! Assim seria muito fácil. Mas faça esse exercício, ele irá te ajudar a refletir melhor sobre a sua carreira.

Segundo Saisi, a grande dificuldade em pensar lá na frente está na nossa própria percepção. “Criamos barreiras mentais, principalmente por conta da nossa cultura tradicionalista. O próprio ditado popular "time que está ganhando não se mexe" comprova que somos avessos a mudanças. E não aproveitamos as oportunidades que passam a nossa frente”.

Costa cita em se livro um exemplo simples que ilustra bem essa questão. Quando vamos pegar um táxi, principalmente em dias chuvosos, apenas ficamos parados esperando que ele venha até nós. Por que não vamos até a esquina? Lá teremos duas direções e a oportunidade de encontrá-lo mais rápido, não é mesmo?

Gestão Estratégica

Eliezer Arantes da Costa - Da Empresa que Temos para a Empresa que Queremos

Editora Saraiva, 2007

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: carreira planejamento carreira