Pequenas empresas ganham espaço

Pequenas e médias empresas ganham espaço

Há empresários que encontram nas grandes marcas um obstáculo. Há os que enxergam uma oportunidade. Fato é que a onda de fusões milionárias gera uma certa lacuna que pode ser preenchida pelas pequenas e médias empresas. Com a alta demanda das grandes corporações, empreendedores tentam tornar o trabalho cada vez mais personalizado a aproximam o consumidor. Quem ganha: o cliente, é claro.

A concorrência saudável entre os pequenos e médios empresários inspira a encontrar soluções que as grandes companhias não podem oferecer devido à demanda ou o custo benefício do serviço prestado.

A cada fusão ou privatização, esses micro, pequenos e médios empresários investem em tempo e em profissionais altamente capacitados para encontrar soluções inteligentes que não afetem os negócios. Como exemplo, a TESA Telecom está no setor de telefonia há pouco mais de cinco anos e encontrou no mercado carências em telecomunicações para o segmento corporativo.

"Trilhamos por caminhos ainda não desbravados por outras operadoras. Nosso foco é suprir todas as deficiências do mercado de telecomunicações e nos tornar referência em soluções de comunicação integrada no Brasil, bem como estar entre as empresas mais rentáveis" - afirma Roberto Miranda, presidente da Tesa Telecom, que apresentou um crescimento de 73% no último ano.

Por Lívany Salles

Comente

Assuntos relacionados: carreira empresa trabalho empreendedorismo