Número de mães que larga o trabalho vem aumentando

mães trabalho

Foto - Shutterstock

Ser mãe, profissional, esposa é uma rotina para mulheres guerreiras e que exige muita dedicação em todas as áreas. Com os dias cada vez mais corridos, conseguir conciliar estas três carreiras acaba se tornando uma tarefa árdua e de pouca recompensa, por isso, muitas mães acabam optando por ficar com seus filhos em casa e abandonar o trabalho.

Enquanto a maioria das mulheres está em busca de uma carreira estável e reconhecimento profissional, aquelas que abdicaram desta vida para serem mães deixam o mercado de trabalho atrás de tempo para aproveitar cada fase de seus filhos.

De acordo com IBGE, o número de mulheres que abandonaram seus empregos para ficar em casa cresceu relativamente em relação ano passado. A pesquisa mostra que 17 milhões de brasileiros, em idade economicamente ativa, deixaram o mercado de trabalho por opção. Um número 5,5% maior do que em abril de 2013.

Em 2010, a mesma pesquisa relatou que dos 39 milhões de casais, apenas 38,6% ambos estavam trabalhando. Com isso, o número de domicílios chefiados por mulheres passou de 13,7 milhões para 19,9 milhões.

Muitas mães acreditam que ainda há preconceito da sociedade quando elas escolhem largar suas carreiras para ficar em casa. Porém, isso também mostra que o acúmulo de atividades e a falta de tempo para ficar com as crianças vêm criando mães a base de manuais de regras.

A verdade é que não existe uma receita de bolo neste caso. A opção deve ser feita em cima das necessidades de cada família.

Se uma babá é possível para o seu estilo de vida, o importante é não deixar que ela tome a frente e atribua o papel que lhe é de dever. Agora, se colocado na balança financeira, uma pessoa terceirizada pode sair mais cara do que se você estivesse em casa com seu filho, vale a pena repensar se continuar trabalhando é a melhor opção.

Lembre-se: muitas pessoas podem critica-la por suas decisões, mas só você pode saber o que é melhor e mais gratificante para sua família. Se a sua vontade é continuar trabalhando, então faça isso. Você não será menos mãe por causa disso, ok?


Por Kelly Jamal

Comente

Assuntos relacionados: mães trabalho mulheres trabalho