Não perca o seu tempo

Não perca o seu tempo

Você certamente já escutou a máxima "tempo é dinheiro". Velho e popular lugar comum, o ditado ocupa posição de destaque entre as afirmações da sabedoria popular.

O fato é que a vida passa, é efêmera, e o tempo perdido, assim como o sono, jamais são recuperados. Mesmo com toda essa importância, ele é destratado, desrespeitado, não considerado, e muitas vezes esquecido no turbilhão que envolve a rotina corporativa, com suas reuniões, compromissos e tarefas cotidianas.

Conscientes do impacto que uma eficiente gestão do tempo pode trazer destacamos aqui algumas dicas que podem modificar definitivamente a sua relação com a parte mais expressiva das valiosas e passageiras vinte e quatro horas diárias.

Vamos lá:

1) Evite os colegas prolixos. Eles tomam tempo, perturbam o bom entendimento das atividades e induzem ao erro, inundando de informações situações geralmente mais simples e de pequena complexidade. Invista tempo e dedicação para longas e prazerosas conversas com familiares, amigos e pessoas queridas.

2) Seja organizada de forma a manter ao alcance dos olhos, as informações associadas às atividades que vai executar.

3) Trabalhe com planejamento, mensurando o empenho de horas cuidadosamente. Raramente ele será cumprido com rigor absoluto, mas certamente funcionará como um instrumento poderoso para você discernir entre o tempo desperdiçado e aquele que foi bem empregado.

4) Selecione cuidadosamente a massa de informações que deseja consumir. Somos abordados continuamente por novidades e novos estímulos, mas se formos dedicar atenção para tudo o que é colocado diante dos nossos olhos, viveremos quase que exclusivamente para absorver e processar novos conteúdos.

5) Mantenha uma estrutura regular de horários e compromissos diários.

6) Fuja dos modismos. No lugar disso, invista seu tempo processando informações de qualidade e com isso adquirindo conhecimento sólido.

7) Prepare-se antes de participar de reuniões, ou mesmo para abordar seus colegas com assuntos mais complexos.


8) Questione os motivos das reuniões antes de serem agendadas. Uma vez reunidos trabalhe para que elas não ultrapassem o limite de uma hora e meia.

É isso, o recurso mais perecível, paradoxalmente é também o mais disponível, mas tudo dependerá de como você lida com ele.

Até a próxima!

Gustavo Chierighini, atento observador do universo corporativo, é fundador e publisher da Plataforma Brasil, especializada em informações e conteúdos de inteligência empresarial. www.pbrasilnet.com.br

Comente