Meditação no trabalho

Meditação no trabalho

O ambiente de trabalho é um local propenso a provocar estresse. Por outro lado, estudos mostram que colaboradores tranquilos, com a saúde em dia e felizes produzem mais e melhor, além de se ausentarem menos. Pensando nisso, empresas têm criado espaços de descanso e reflexão.

Meditação, por exemplo, está sendo aplicada no local de trabalho por muitas empresas. Segundo Salvador Hernandes, instrutor de yoga e meditação especializado em medicina comportamental, o método atua equilibrando o sistema nervoso e também o funcionamento das glândulas endócrinas, além de promover uma melhoria na parte circulatória, pois o corpo funciona sem tantas respostas ao estresse. "A meditação altera o funcionamento do próprio cérebro, otimizando funções ligadas à atenção, concentração e memória", afirma.

Este bem-estar físico reflete nas atividades profissionais. "As pessoas se tornam mais concentradas, ordenam melhor as prioridades e têm percepções mais apuradas de suas reações individuais e em grupo, reduzindo o índice de faltas ao trabalho", diz o instrutor.

"Além disso, se tornam mais resistentes ao estresse e às pressões do mundo corporativo, produzindo mais para a empresa e se sentindo mais realizadas com seu trabalho", completa Salvador. A intensidade destes efeitos varia, uma vez que as necessidades de cada organismo é um fator determinante.

O local, onde ocorrerá a meditação, deve ser bem preparado. É essencial que seja muito limpo, arejado com temperatura controlada e cores suaves. Uma dica é ter estofados nas laterais, assim as pessoas poderão se recostar, ou então, cadeiras especiais para meditação. O instrutor recomenda: "Não coloque música no local, pois a música pode ser uma armadilha a distrair a mente dos participantes. A prática deve ser realizada em absoluto silêncio". Segundo Salvador, não há um número pré-determinado de participantes, desde que todos possam ficar confortáveis no ambiente.

O instrutor indica o horário da manhã para a prática. Antes do expediente, o trabalhador está com a mente mais calma e ele leva para o dia de trabalho os benefícios imediatos da meditação. Sobre a frequência, Salvador Hernandes é categórico: "O tempo ideal é de 20 minutos, todos os dias". "Algumas empresas oferecem a opção de se fazer até 20 minutos duas vezes ao dia", completa Salvador.


Os benefícios da meditação podem ser sentidos a partir da segunda semana, desde que haja a frequência indicada. "Neste período os praticantes já começam a perceber diferenças nas suas reações e melhorias no desempenho de suas atividades", garante o orientador Salvador Hernandes.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente