Marcos Veras ensina como encarar o trabalho com bom humor

Encare o trabalho com bom humor

Foto: Divulgação

Ser bem-humorado é essencial nos diferentes aspectos da vida. Mas qual o ponto ideal no mundo corporativo? De acordo com uma pesquisa realizada em nove estados brasileiros pela Executive Recursos Humanos, fatores comportamentais são responsáveis por parte significativa das demissões. O mau-humor, por exemplo, foi apontado como causa de 17% das dispensas. Então, para não entrar nessa estatística, procure compreender a importância do humor no trabalho.

Patrick Maia, humorista e roteirista do programa "Agora é tarde", exibido pela Band, conta que, antes de ser comediante, alguns de seus chefes não eram fãs de suas piadas. "Hoje a falta de humor me tiraria do meu mercado de trabalho. Mas, quando eu tinha empregos ‘normais’, sempre prezava pelo bom convívio com os colegas por causa do bom humor."

Ele acredita que não é uma característica que atrapalhe a postura profissional. "Não é ser o piadista incansável e inconveniente. É claro que se deve saber a hora certa para usar o humor. Bom-senso é fundamental". Se você tem uma ótima piada ou ‘tirada’, pode contar para seu chefe em um happy hour na mesa com todo mundo. Mas procure não fazer o mesmo em uma reunião, onde investidores romenos farão uma proposta milionária."

O comediante Marcos Veras, que tem quadro no Zorra Total e participa da equipe do programa Encontro da Globo, relata que para saber se é conveniente usar o humor com uma determinada pessoa é preciso observar. "É algo sensitivo, que se percebe pelo olhar, pela postura corporal e pelos gestos. Lembre-se que o corpo fala."


Para ele, a pessoa bem-humorada está sempre cercada de amigos, por isso, sempre é chamada para reuniões formais e informais. "Além disso, ela costuma ser um líder. Entretanto, lembre-se, o bem-humorado não é o palhaço ou o gaiato. Se for em excesso, vira o ‘mala’. Não faça piada de tudo, nem de todos."

Agora você já sabe como agir quando o assunto é humor no trabalho. Não esqueça que fazer piada de tudo acaba o transformando em uma pessoa sem graça e, assim, acabará sendo o chato da turma. Observe se seu ambiente está propício a piadas e faça uso positivo de seu senso de humor.

Por Marisa Walsick (MBPress)

Comente