Mãe fatura milhões vendendo papinha de bebê

Após deixar emprego, esta mãe ficou milionária vendendo papinhas saudáveis

O plano de negócio cresceu e a marca conta com diversas unidades licenciadas. Foto: Reprodução/facebook

A procura por uma alimentação saudável e menos industrializada vem crescendo cada vez mais no Brasil. O setor de alimentos orgânicos cresceu de 30 a 40% desde 2012, segundo o Instituto de Promoção do Desenvolvimento (IPD).


Pensando em uma alimentação mais saudável para a sua filha Gabriela, a professora de educação física e mãe Maria Fernanda Rizzo, 36, costumava preparar papinhas caseiras e orgânicas todos os dias após sua longa jornada de trabalho. 

Há opções de papinhas doces e salgadas. Foto: Reprodução/facebook

Foi quando a professora percebeu que no Brasil as opções no mercado de alimentos deste tipo eram nulas. Após muita pesquisa e planejamento, em 2009 Maria Fernanda tomou a decisão de sair de seu emprego estável para inaugurar a primeira marca brasileira de alimentos orgânicos para o público infantil, o Empório da Papinha.

Maria Fernanda Rizzo chegou a faturar dois milhões com sua franquia. Foto: Reprodução/uoleconomia

Sua ideia de empreendimento deu tão certo que o Empório da Papinha conta hoje com aproximadamente 45 pontos de venda e mais de 20 lojas exclusivas espalhadas por 12 estados brasileiros. Todos os alimentos são orgânicos e livres de pesticidas. Além disso, não há adição de corante, estabilizante ou conservante, é tudo natural.

Ingredientes naturais e orgânicos compõem as papinhas "caseiras". Foto: Reprodução/vapza

Em 2014, o faturamento das vendas chegou a R$ 2 milhões. Estima-se que este ano esse valor dobre. No site da empresa, há todas as opções de produtos. Além das papinhas é possível comprar refeições para adultos, como sopas e cremes, também em versões vegetarianas.

Por Lívia Duarte

Comente