Liderança de Luiza Trajano

Mulheres em cargos de chefia ou liderança, fato cada vez mais comum nos ambientes corporativos. Pesquisas como, "Melhores Empresas para Trabalhar - Brasil", organizada pela consultoria internacional Great Place to Work, comprovam a participação feminina no comando das empresas.

Segundo o estudo, em 2007, as mulheres ocuparam 44% dos postos de trabalho das cem melhores empresas, sendo que 32% dessas profissionais atuavam em cargos de liderança --índice que era de 11% em 1997. Conforme a pesquisa, esse aumento é gradual e consistente nas melhores empresas instaladas no Brasil.

Planejamento em longo prazo e capacidade de trabalhar em equipe são características que fazem diferença na gestão das mulheres. Outra peculiaridade do nosso mundinho é a atenção aos detalhes, que se traduz em mais qualidade dentro das organizações.

Entre os vários exemplos está o de Luiza Helena Trajano, superintendente da rede Magazine Luiza. A empresa começou há 50 anos com os tios da executiva, Pelegrino José Donato e Luiza Trajano Donato. Sua ascensão lá dentro foi muito rápida. Começou aos 12 anos e em pouco tempo passou por todos os departamentos da rede até a criação da holding em 1991. Desde então ela é considerada exemplo de sucesso em liderar 395 lojas e 12 mil funcionários.

Para Trajano, um bom líder deve ter a crença profunda no potencial de desenvolvimento do ser humano. Pensando nesse princípio, a executiva orienta seus líderes a incentivar e extrair os melhores talentos dos colaboradores. “Com esta atitude, o líder sente-se recompensado por obter ótimos resultados e sua equipe também por oferecer suas habilidades em favor da empresa”, explica.

Conforme a executiva, as metas são conquistadas a partir de um canal de comunicação eficiente entre diretoria e colaboradores. Uma iniciativa da rede bastante conhecida no mundo corporativo é o Rito de Comunhão, que ocorre todas às segundas-feiras nas lojas e escritórios do grupo. “É uma oportunidade para que toda a equipe conheça as metas e resultados da empresa, um momento de união. Como amamos o nosso país fazemos questão de cantar o Hino Nacional”, ressalta.

O modelo criado nas lojas até virou tema de estudo da Universidade de Harvard (EUA), em 2006, que acompanhou a rotina dos funcionários e diretores da empresa. E hoje se transformou em disciplina fixa na grade dos cursos.

Formada em Direito e Administração de Empresas, Ana é casada e mãe de três filhos, um deles é a jovem Ana Luiza Trajano, que pelo visto está seguindo a trajetória da família. Enquanto a mãe administra as finanças do restaurante paulistano Brasil a Gosto, a filha fica no comando da cozinha. E pelo visto, Ana segue os mesmos passos da mãe, o restaurante já foi indicado pelo Guia Comer e Beber da Revista Veja SP como melhor brasileiro, além de receber o Prêmio Gula 2007. Bons exemplos é que não faltam na família!

Por Juliana Lopes

Comente