Jovens empreendedores

Jovens empreendedores

Assim como nas gerações anteriores os jovens não só têm espírito empreendedor como coragem para tocar o próprio negócio. Pelo menos é que mostram algumas pesquisas. De acordo com o Sebrae, no Brasil, 3,82 milhões de jovens decidiram abrir o próprio negócio nos últimos três anos. 25% dos novos empreendedores brasileiros têm entre 18 e 24 anos, o que coloca o Brasil em terceiro no ranking de participação jovem, atrás do Irã e da Jamaica.

Em relação às franquias, uma pesquisa delas realizada pela Rizzo Franchise, mostra que jovens com até 25 anos à frente do próprio negócio já representam 16,10% (12 mil) de todos os franqueados brasileiros. Além de aumentar o número de jovens que conseguiram realizar o sonho de abrir uma franquia, 17% em relação ao ano passado, eles também estão mais interessados em serem donos do próprio nariz, 50,55% a mais este ano em relação a pesquisa de 2008.

O Sebrae comprovou através de estudos que atualmente existem dois tipos de empreendedores. Um é aquele que decide abrir a própria empresa por necessidade, porque não consegue um bom emprego. Mas o que predomina por aqui são aqueles capazes de enxergar oportunidades, pois tem mais escolaridade, melhores condições de administrar e renda.

Conforme a pesquisa da Rizzo Franchise, 43% dos jovens candidatos a uma franquia possuem até R$ 80 mil para investir no próprio negócio. Isso porque, segundo Marcus Rizzo, especialista em franquias e autor da pesquisa da Rizzo Franchise, cada vez mais instituições financeiras têm acreditado no potencial do jovem.

Entre os principais motivos que levaram esses jovens a comprar uma franquia antes mesmo de ganhar experiência profissional e formar uma carreira de sucesso, segundo a pesquisa, estão: a busca pela liberdade de ser o próprio patrão e a ânsia de alcançar o sucesso mais rapidamente.

"Depois da experiência com o alto desempenho do jovem, decidimos: só vamos selecionar jovens como franqueados em nossa rede", explica Leiza Oliveira, fundadora da Minds Idiomas, rede de franquias de escolas de inglês na sua maioria com franqueados jovens.


"Eles têm uma garra fora do comum e não medem esforços para ultrapassar metas e desafios. Além disso, são ótimos gerenciadores de pessoas e sabem lidar, tanto com os funcionários - na maioria jovens também - quanto com os próprios alunos, incentivando-os a terem determinação para o aprendizado de um novo idioma", finaliza Leiza.

Por Juliana Lopes

Comente