Jamais perca oportunidades para comemorar

Jamais perca oportunidades para comemorar

Deixando um pouco de lado as tradicionais festas, considero importante compreender que a festa mesmo, para valer, acontece no dia a dia, sem data comemorativa no calendário ou motivo especial.

Afirmo com muita convicção, que quem toca empreendimentos, negócios ou um projeto de vida pessoal e profissional com sentido e coragem, deve, e merece, comemorar cada um dos mínimos sucessos ou êxitos que se vai colecionando ao longo da jornada.

Mais que importante, a comemoração é vital para o processo. Serve para confirmar o valor de cada tijolo colocado. Trata-se, portanto, de valorizar a viagem, e não apenas a chegada ao porto onde se deseja ancorar.

Nesse contexto, defendo que os mínimos acontecimentos sejam festejados, de conquistas concretizadas, até a adoção de comportamentos e atitudes que você sabe muito bem que são mais adequadas, saudáveis e construtivas.

Vamos lá. Independentemente dos grandes acontecimentos, você deve comemorar quando:

1 - Você se livra de um colaborador ou parceiro enrolador, mais preocupado com o jogo político corporativo, do que com as possíveis realizações;

2 - Evita um processo judicial, justamente por ter adotado alguns cuidados preliminares, ou mesmo por ter tido a habilidade de negociar;

3 - Consegue finalmente agendar uma reunião importante, perseguida por meses, e depois de inúmeras negativas ou desencontros;

4 - Salva um contrato, simplesmente por ter tido o cuidado de ligar no momento certo, para a pessoa certa, ajustando a situação;

5 - Percebe que a sua equipe trabalha em uma cultura de auto-responsabilidade, longe de modelos corporativos infantis de controle e direção;

6 - Identifica que os seus colaboradores incorporaram um senso crítico diante das modinhas corporativas;


7 - Nota que o seu plano de negócios é seguido e levado a sério;

8 - Tem coragem de recusar uma oferta, aparentemente irrecusável, justamente para não desfocar ou se meter numa encrenca no futuro.

9 - Percebe que durante um jantar romântico, ao recebe e-mails com notícias desagradáveis sobre os seus negócios, consegue se desligar e aproveitar o momento.

10 - Tem coragem e personalidade para encerrar um contrato que se apresenta nocivo á sua equipe e ao seu negócio.

Essas são apenas algumas situações, dentre tantas outras. Saiba identificar o momento certo e mantenha sempre uma garrafa de champanhe por perto.

Boa comemoração!

Gustavo Chierighini, atento observador do universo corporativo, é fundador e publisher da Plataforma Brasil, especializada em informações e conteúdos de inteligência empresarial. www.pbrasilnet.com.br

Comente