Inteligência emocional na carreira

Inteligência emocional na carreira

Equilíbrio. Essa é a palavra-chave nos dias atuais. O que todo mundo procura em todos os aspectos, incluindo, claro, a vida profissional. A influência do controle das emoções no ambiente de trabalho é comprovado e grande aliado das mulheres bem sucedidas.

Saber administrar conflitos e situações agradáveis sem perder o foco nos objetivos pode definir uma carreira de sucesso na visão do especialista em Psicologia Organizacional, Odilon Medeiros. "Todas as emoções sentidas podem ser administradas quando cabeça, corpo e mente estão em sintonia", afirma.

Ele faz uma relação entre o descontrole emocional e o sapo, chamando de "síndrome do sapo cozido". Diz-se que o sapo não é capaz de perceber as alterações gradativas que ocorrem na temperatura. "Tal fato poderá por em risco a sua existência, pois se o animal for colocado em um ambiente que esteja sendo aquecido lentamente, certamente perecerá", explica.

No mundo dos negócios, a situação é semelhante. Se as mudanças de comportamento não forem percebidas, há o risco de o profissional terminar "cozido". Portanto, o próprio observador é o profissional, que tem que ficar atento e controlar as próprias emoções. "E é assim que a Inteligência emocional se transforma em uma grande aliada para o desenvolvimento", enfatiza.

É necessário também ter uma missão de vida bem definida nas três instâncias (corpo, mente e espírito) e agir sempre de forma alinhada com essa missão. "Estar emocionalmente preparada para lidar com os conflitos, administrando-os, e definir estratégias para lidar com situações de medo e raiva, mas também de alegria e de amor", conclui.

Por Lívany Salles

Comente