Identificando um emprego insuportável

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Identificando um emprego insuportável

Antes de tudo é necessário distinguir com muita clareza aquilo que é de fato insuportável, daquilo que simplesmente é eventualmente chato ou desagradável. Compreender isso é tão importante quanto encarar a realidade de que a busca pela perfeição absoluta, pela ausência total de aborrecimentos, costumeiramente se apresenta inútil. Isso vale para o trabalho, e também é verdadeiro para a vida.

De fato, não existe nada sem defeitos ou imperfeições, mas existe sempre a curva da normalidade, do razoável e suportável. Trata-se de uma análise absolutamente personalizada, afinal de contas, o insuportável para alguns, pode ser imperceptível para outros. Porém existe um limite, sem dúvida alguma individual, mas existe. Uma vez ultrapassado, nasce o problema.

Pensando nisso, destacamos aqui algumas dicas que vão ajudar você a fazer essa avaliação.

O seu emprego poder estar se tornando insuportável quando:

1 - Você é desrespeitada no trato pessoal

2 - As metas estabelecidas por sua direção são obviamente inatingíveis, e mesmo assim são cobradas como se o seu atingimento fosse uma obrigação.

3 - A sua carga de trabalho impossibilita totalmente a atenção para outros campos de interesse na vida, tais como: a família e o convívio social, a prática de esportes e o lazer.

4 - Não há simultaneamente o adequado ou razoável reconhecimento profissional e financeiro.

5 - O trabalho lhe causa sofrimento psicológico, com identificados sintomas de persistente tristeza (depressão).

6 - O seu quadro de saúde apresenta um explícito declínio, em decorrência do "stress" ocasionado pelo trabalho.

7 - A sua qualificação profissional e o conjunto das suas competências, quando evidentemente necessárias para o exercício das suas atividades, são propositadamente depreciadas, por conta dos jogos políticos corporativos.

8 - Passa a descontar o stress vivido no trabalho, em entes familiares, amigos e outras pessoas de sua convivência pessoal, por meio de atos agressivos e intensa irritabilidade.


Depois disso faça a sua análise e não se esqueça de uma verdade: passamos a maior parte de nossas vidas úteis nos ambientes de trabalho. Vale a pena aturar um emprego insuportável?

Gustavo Chierighini, atento observador do universo corporativo, é fundador e publisher da Plataforma Brasil, especializada em informações e conteúdos de inteligência empresarial. www.pbrasilnet.com.br
  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente