Frustração de perder um emprego

Renata Almeida havia mudado de cidade por causa de uma ótima oportunidade de emprego. Havia se mudado há apenas 2 semanas da casa de parentes para um apartamento alugado quando soube que a empresa estava enfrentando uma crise e teria que cortar funcionários. Ela estava na lista.

"A decepção foi enorme, chorei muito e só pensava no compromisso com o apartamento, os sonhos ali desmoronando, foi horrível", lembra. Passado o susto, ficou algum tempo se recuperando para depois retomar os planos profissionais.

Como Renata, muitas pessoas passam por essa frustração. E a primeira coisa a ser feita é recuperar o equilíbrio emocional. Conversar com parentes e amigos é a melhor pedida. Depois, reavaliar a carreira e os objetivos profissionais, se vale a pena investir na carreira escolhida ou se é hora de tentar outros caminhos.

Antes de sair falando mal da empresa, do chefe ou dizer que a demissão foi injusta, é bom avaliar os motivos. Se realmente foi injusta, procure os direitos. Porém, procure a autoanálise para ver se não precisa atualizar os conhecimentos, fazer novos cursos, mudar alguma postura.

Por Lívany Salles

Comente

Assuntos relacionados: carreira emprego trabalho frustração