Estudar, trabalhar e estudar de novo

Estudar trabalhar e estudar de novo

Quem pensa que fazer uma faculdade é o necessário para conseguir um bom emprego, engana-se. Investir na educação continuamente tornou-se obrigação para quem almeja destaque e sucesso na carreira profissional.

Prova disso, Ana Carolina Peres, recém-formada em Odontologia, saiu da casa dos pais, em Cuiabá, após ganhar uma bolsa do ProUni (Programa Universidade para Todos, do Governo Federal). Carolina escolheu a Universidade do Planalto Catarinense, em Lages (SC) para realizar o sonho de ser dentista. Hoje, aos 24, ela pensa em aperfeiçoar-se na área de endodontia (tratamento de canal) para aumentar suas chances no mercado profissional, além de estudar constantemente para concursos públicos.

Já Bruna Letícia Correia veio de Sergipe para São Paulo há seis anos. Nesse período, Bruna formou-se em Pedagogia, passou em um concurso público e agora pretende fazer a segunda faculdade, Biologia Marinha. "Na verdade, meu sonho sempre foi fazer Biologia, mas sei que ter Pedagogia, também, faz toda a diferença. Além de aumentar as chances de colocação no mercado", conclui a professora.

Domingo Orestes Chiomento, presidente do CRC-SP, afirma que o profissional precisa acompanhar a velocidade das mudanças, e manter-se atualizado é um grande diferencial. "O investimento na carreira possibilita o profissional galgar novos espaços, pois, sua renovação de informações é constante", garante o presidente.

Por Livany Salles

Comente