Empregos no exterior!

Empregos no exterior

Conhecer novos lugares e de quebra ganhar uma boa grana: o trabalho perfeito, não? Essa é a proposta do work and travel, praticada por muitos estudantes, geralmente entre 18 e 28 anos, que tem uma boa fluência em inglês.

Quem gostou da idéia, agora é a hora de participar das chamadas job fairs, feiras de emprego temporário promovidas por empresas de intercâmbio, que sempre acontecem em Julho e Agosto.

É preciso fazer a inscrição rápido. Os primeiros conseguem as melhores vagas e salários. Instrutor de esqui e snowboard ou garçom são as mais disputadas, afinal são até 12 dólares por hora trabalhada. Barman, recepcionista, motorista, hostess, cozinheiro, caixa e vendedor também estão entre as vagas. “Muita gente procura grandes hotéis, ski resorts e parques. Mas também há aqueles dão preferência para as cidades, principalmente Califórnia, Nova Iorque e Flórida”, conta Gisele Mainardi, gerente de produto da CI.

A pessoa trabalha cerca de quatro meses (novembro a março), entre seis e oito horas por dia, e recebe por hora, de 6 a 12 dólares, além das gorjetas. O valor do salário varia conforme o custo de vida das cidades escolhidas. Para as metrópoles, por exemplo, o pagamento sempre é mais alto. Conforme a gerente, os ganhos dependem muito do esforço do estudante. “Tem gente consegue tirar uma média de US$1600 - US$2000 por mês”.

O valor do programa é de R$ 2.780,00 e inclui documento oficial de aceitação para trabalho legal nos EUA, indicação de acomodação, seguro médico internacional, reunião de orientação pré-embarque, suporte no Brasil e EUA, bloqueio de datas no Consulado Americano para solicitação do visto e Certificado de Participação do programa.

Fernanda Rocha, de 26 anos, foi fazer um curso técnico em hotelaria na Austrália (Melbourne) por conta própria e conseguia empregos temporários de garçonete, cozinheira e bartender. Era uma forma de pagar os estudos e os gastos lá fora.

“Cheguei lá sem conhecer ninguém. Os australianos foram ótimos, muitos receptivos. É uma experiência e tanto, você aprende a se virar e tem um outro olhar do Brasil”. Depois de três anos, Fernanda voltou para cá e atualmente trabalha como chef de cozinha, além de organizar festas e eventos.

Agências:

Central de Intercâmbio - (11) 3677-3600

STB - Student Travel Bureau - (11) 3038-1555

Study n'Travel - (11) 2128- 5050

Experimento - (11) 3707-7122

Por Juliana Lopes

Comente

Assuntos relacionados: carreira emprego intercâmbio