Emprego novo sem as gafes de sempre!

Emprego novo

Foto: Tim Pannell/Corbis

Entrar em um emprego novo que proporcione mais oportunidades é o sonho ideal para o começo de ano. Mas as velhas gafes estão à espreita para te fazer passar vergonha. Você sabe se comportar em um novo e desconhecido ambiente de trabalho?

Elaine Martins, especialista em coaching executivo para mulheres, cita e comenta os fiascos mais cometidos pelas mulheres na hora de assumir o cargo em uma nova empresa. Veja só:

Relacionamento interpessoal

Novos colegas de trabalho, o anseio por ser aceita e a vontade de que todos gostem de você: sentimentos corretos, mas que podem guiar à atitude errada. Criar rapidamente vínculo pessoal com os colegas - adicionando todos em sua rede social e revelando seus relacionamentos íntimos - pode não ser uma boa estratégia.

Observe a estrutura profissional que você está se inserindo. Guarde a hierarquia na cabeça. Isso é muito importante para saber como se comportar com cada colega. Entenda que as pessoas podem te ajudar, "mas ao mesmo tempo podem ser concorrentes", como indica Elaine. "Não cultive o romantismo no ambiente corporativo."

Redes sociais

As redes sociais são permitidas em algumas empresas, no entanto podem se tornar uma grande e poderosa arma contra você. "As pessoas usam o Facebook como um diário. Esquecem que o antigo diário tinha até um cadeado, pois continha coisas muito pessoais. A noção de diferença entre o público e o privado ficou perdida", comenta a especialista.

Ao adicionar um novo colega, que tem a empresa inteira na rede, lembre-se que ao curtir alguma coisa negativa sua, o perfil dele permite que todos a vejam. Sem falar que a internet não é sinônimo de privacidade. Zele por seu perfil, colocando, inclusive, restrições de quem pode publicar na sua timeline.

Vestuário

Esse tópico causa muitas gafes por aí, mas não há motivo para pânico. Desde a primeira entrevista ou ida à empresa deve-se observar como as pessoas costumam se vestir. Perguntar ao seu gestor, nos primeiros dias ou treinamento, qual o "dress code" da empresa, pode ser uma boa iniciativa.

"O que precisa fazer sucesso na empresa é a sua capacidade profissional, não sua coleção de roupas coloridas", alfineta a coach. Sem falar que, ao parecer muito diferente das outras pessoas, você corre o risco de ficar isolada e isso é péssimo para qualquer carreira profissional.


Quitutes

Querer ser a legal da empresa, todo mundo quer, mas ser reconhecida apenas por isso é um perigo recorrente na vida de quem sempre leva comidinhas para o trabalho. Por mais que isso seja muito agradável, você corre o risco de ficar conhecida como a ótima cozinheira e não como a ótima profissional.

"Conheça primeiro o ambiente de trabalho, os hábitos da equipe em que começou a trabalhar. Analise se gentilezas de levar um bombom ou bolo é parte da rotina. Pode ser que isso só fique bem visto nos dias dedicados à comemoração de aniversários", explica Elaine.

Com um pouco de tato, você conseguirá entender a dinâmica do pessoal. Sendo gentil e mantendo o relacionamento profissional, a adaptação não será um monstro de sete cabeças e logo você será parte da trupe.

* Serviço: Elaine Martins, especialista em coaching executivo para mulheres.

Por Juliany Bernardo (MBPress)

Comente

Assuntos relacionados: carreira emprego trabalho mercado de trabalho