Emprego novo - como devo agir?

Emprego novo  como devo agir

Emprego novo, vida nova! Você não vê a hora de começar, não é? Com a experiência já adquirida em trabalhos anteriores e a vontade de progredir na carreira, tudo parece que vai dar certo. Mas aquele friozinho na barriga insiste em te perseguir, afinal você não conhece ninguém no novo ambiente, não sabe se vão gostar de você, se vai aprender as novas tarefas com rapidez, e nem mesmo onde fica o banheiro! Como agir no início desta nova fase para não dar mancada?

1 - Logo de cara, sorria!

Esta é uma regra muito simples, diz a colunista Leila Navarro, aqui do Vila Sucesso.

"Simpatia e empatia são palavras de ordem no novo emprego. Sorrir significa estar aberta para aprender, para conhecer. Cria uma relação de confiança com as pessoas e um aspecto positivo de autoconfiança. Ser humilde também é fundamental para aprender com quem já tem conhecimento na empresa".

2 - Tenha iniciativa: não encha os colegas com mil perguntas, especialmente as desnecessárias!

Aquela história de ficar fazendo mil perguntas aos outros pode fazer de você uma grande inconveniente. Por isso, segundo Juliana Saldanha, consultora de RH do Grupo Somma, uma boa dica é, em primeiro lugar, procurar observar.

"Veja onde ficam os departamentos e, principalmente, os locais por onde você terá de circular para realizar seu trabalho. Veja onde ficam as pessoas a quem terá de recorrer e analise a relevância de suas perguntas. Além disso, junte várias dúvidas para tirá-las todas de uma vez. E anote as informações. Pior que perguntar demais e perguntar duas vezes a mesma coisa!".

3 - Falar mal da antiga empresa? Jamais, minha amiga!

"Um profissional ético não faz isso. Além de pegar mal, não faz sentido e caracteriza a pessoa como fofoqueira!", diz Juliana Saldanha.

4 - Você ainda não tem intimidade para falar de sua vida pessoal!

Se você ainda está começando a construir suas relações dentro da nova empresa, não dá para chegar e começar a contar que seu namorado te largou ou sobre seus planos de viagem. Segundo a consultora de RH, "é sempre bom lembrar que o local de trabalho não é consultório sentimental".


5 - Não queira tomar conta do pedaço fazendo críticas prematuras ao trabalho desenvolvido.

Em primeiro lugar, é preciso conhecer e entender o funcionamento das atividades. Uma postura crítica logo de cara conta muito negativamente! A consultora Leila Navarro vai além.

"A habilidade de relacionamento e comunicação é uma grande ferramenta. É preciso encontrar o ‘ponto de elogio’ do outro, demonstrando apreciar suas qualidades e a busca pelo aprendizado. Ter consciência de si, do outro e do ambiente é o primeiro passo para, depois, expor sua opinião".

Por Adriana Cocco

Comente