Empregabilidade: três fatores que fazem a diferença

Empregabilidade é uma palavra quem vem sendo bastante usada pelos profissionais de Recursos Humanos. Não é por acaso. De certa forma, ela vai definir se um profissional está apto ou não para o mercado de trabalho. Afinal, é o conjunto de qualidades que o profissional tem a oferecer à sua área.

Veja 3 fatores essenciais para a empregabilidade:

Em primeiro, o profissional precisa fazer o que gosta e o que sabe fazer. De acordo com o consultor Jonas Tokarski, da Ricardo Xavier Recursos Humanos, o gostar está diretamente ligado às realizações. Quando alguém se dedica com vontade, vê o resultado do que faz.

Na sequência, é preciso analisar se o profissional está preparado para assumir as exigências da empresa e do ramo a que ele se propõe trabalhar. Ou, melhor, se está atualizado, se fez ou precisa fazer cursos complementares, se o domínio de idiomas é satisfatório, entre outros quesitos.

leia também


E se uma imagem vale mais do que mil palavras, em terceiro lugar na visão do consultor está o marketing pessoal, que é uma grande vitrine profissional. Construir uma imagem no meio corporativo requer manter a postura profissional, como um patrimônio a ser construído. E, para finalizar, fazer um network também pode ajudar (e muito!) na empregabilidade, mantendo sempre contatos com profissionais da área que podem acrescentar.

Por Lívany Salles

Comente