Empreendedoras: é hora de planejar

Empreendedoras é hora de planejar

Faltam apenas algumas poucas semanas úteis até o final do ano. Essa simples constatação causa alvoroço em muita gente, desânimo em alguns e esperança em muitos outros.

O ano chega ao seu final, exigindo cuidados com o seu sucessor - 2011, que demanda cuidados e preparação. Muito embora observemos, pouco a pouco, a correria do final de ano ditando o ritmo, logo vamos perceber a desaceleração natural, típica da fase. Mas como aproveitar o momento? A resposta é: com planejamento.

Foi com esse espírito que elaboramos uma lista de cuidados e itens a serem considerados nesta complexa tarefa de preparar a busca por objetivos e conquistas para a jornada que se aproxima. Vamos lá:

1) Consolide as conquistas de 2010, fortalecendo o relacionamento com clientes e mercados conquistados.

2) Sedimente as mudanças e reformas implementadas, envolvendo sócios, colaboradores e parceiros. Isso protegerá a plataforma estratégico-operacional que vai potencializar o seu negócio nos próximos doze meses.

3) Faça uma análise criteriosa da sua disponibilidade de caixa. Avance com os dois pés no chão, e sempre com uma pitada de conservadorismo financeiro. Caso se surpreenda ao longo do tempo, ótimo. É infinitamente melhor do que ser pega de surpresa.

4) Levante todos os objetivos que não puderam ser alcançados, com uma cuidadosa avaliação de erros cometidos e aprendizados adquiridos. Isso é um legado e, uma vez bem aproveitado, acaba por se transformar em um grande ativo.

5) Estabeleça uma lista de objetivos, metas e ações com riqueza de detalhes. A lógica a se seguir é que a concretização de um conjunto de ações, deve resultar no atingimento da meta, que em conjunto com outras metas atingidas, resultam em um objetivo conquistado. Fuja de generalizações e subjetividades, e se esforce para que tudo seja claro e específico.

6) Ao estabelecer objetivos, metas e ações, tenha certeza de que são atingíveis e que de fato tudo possa ser executado. Metas e objetivos impossíveis, acabam por enfraquecer a credibilidade da equipe no planejamento, justamente por saberem que são mais um sonho do que uma realidade. Sustente uma agressividade empresarial realista.

7) Estabeleça e distribua de forma negociada, as responsabilidades entre sócios e colaboradores, para cada ação, meta e objetivo.

8) Crie um dispositivo de controle e monitoramento, para que todos conheçam a evolução do seu trabalho, e para onde estão indo. Esse dispositivo deve fazer parte do plano.


9) Se possível, Faça tudo isso até a primeira semana de dezembro, justamente para que o resto do ano útil possa ser usado nos ajustes necessários.

Finalizado o plano, boa sorte e mãos á obra! Que venha 2011.

Gustavo Chierighini, atento observador do universo corporativo, é fundador e publisher da Plataforma Brasil, especializada em informações e conteúdos de inteligência empresarial. www.pbrasilnet.com.br

Comente