E-commerce - como começar?

Ecommerce  como começar

Uma verdadeira vitrine. É assim que muita gente vê a internet: um local para comprar e vender produtos, criar negócios, fazer dinheiro e ganhar a vida. Para quem deseja começar um e-commerce, como é chamado o comércio on-line, existem muitas vantagens já que o que caracteriza esse tipo de negócio é a possibilidade de um baixo custo inicial e a inexistência de taxas como aluguel do prédio, IPTU, etc. Fora isso, pode-se vender de tudo pela internet! É claro que, como tudo na vida, para conseguir sucesso é preciso batalhar.

Ficou interessada? Então, acompanhe a entrevista com a E-commerce Girl Solange Oliveira, seuperespecializada neste assunto. Ela dá aulas na E-commerce School de Mídia Digital e Inovação em e-commerce.

- Quais os primeiros passos para quem quer montar um e-commerce?

Solange - A primeira coisa a fazer é se informar. Loja virtual tem todas as características de loja física, ou seja, precisa ter empresa aberta, nota fiscal, contador e tudo mais. Minha orientação para quem quer começar é estudar e ler muito. Eu indico dois livros: "De camelô a joalheiro todos podem e devem vender on-line" (é um e-book e pode ser encontrado na www.gudrum.com.br) e "Como abrir uma loja virtual de sucesso" (este, na http://www.grammanet.com.br/loja/como-abrir-uma-loja-virtual-de-sucesso.html).

- Como funciona?

Solange - Loja virtual tem características contábeis de loja física, precisa de CNPJ, nota fiscal e todos os processos de uma loja normal. Precisa de uma plataforma e de quem administre tudo isso: cadastro de produtos, preços, entrega, respostas aos clientes e marketing. Ou seja, é trabalho 24 horas, 365 dias por ano, já que loja virtual nunca fecha!

- Atualmente, quais os setores mais desenvolvidos nessa área?

Solange - Pode se vender tudo pela internet, serviços, produtos, artesanato - produzido por você ou por outra pessoa ou empresa. O negócio mais lucrativo e que tem pouca taxa de fracasso é a sexshop virtual.

- É fácil ganhar dinheiro com e-commerce? Quanto tempo leva para começar a obter lucro?

Solange - Sejamos honestos, ganhar dinheiro não é fácil em nenhum segmento, em e-commerce não é diferente. O sucesso depende do produto, do encanto do cliente, da entrega no prazo. O retorno financeiro dependerá de quanto será investido financeiramente e também em energia profissional para colocar essa loja vendendo num mercado que é muito competitivo.

- Quanto tempo uma empresa leva, em média, para ganhar clientes virtuais?

Solange - É preciso fazer um marketing digital adequado ao público que a loja virtual quer impactar. Não adianta nada ter uma loja virtual lindíssima, com produtos sensacionais e preços ótimos se você não mostrar isso para o mundo. E isso só é possível fazendo muito bem feito um plano de marketing digital - divulgação! E marketing digital é muito diferente do marketing tradicional para o varejo. O publico da loja virtual está na internet - logo, toda e qualquer ação de marketing tem que ser feita pela internet.

- Quais são as regras básicas para que o negócio dê certo?

Solange - Honestidade, ótimos produtos, cumprir prazos de entrega. Pense com cabeça de consumidor - todos nós somos não é mesmo? O que você gostaria de encontrar numa loja virtual, como gostaria de fazer essa compra, o que te encanta quando compra online? Se conseguir responder a essas perguntas honestamente para si mesma poderá montar um negócio virtual sensacional.

- Quais os erros que não se deve cometer?

Solange - O e-commerce nacional possui alguns mitos e esses são a base dos erros cometidos.

1° Mito: Tudo que pode ser construído pela internet ou para a internet é grátis!

Recebo por dia uma dezena de e-mails perguntando qual a melhor plataforma gratuita de e-commerce. A verdade é: não existe! Existem plataformas de baixo custo, e sim, eu indico para os empreendedores virtuais de primeira viagem que comecem por elas, por causa do baixo custo.

2° Mito: Pode usar qualquer foto do produto, pode-se até copiar de outro site!

As imagens de qualquer loja virtual são as prateleiras das lojas! Se bagunçadas, não vendem, se com pouca visibilidade, não vendem! Se vazias, não vendem! Já é suficientemente difícil levar um consumidor até uma loja virtual para que quando ele se interesse pelo produto veja fotos embaçadas e sem definição. Em e-commerce é preciso criar a experiência da compra sem o toque no produto, e só se consegue isso encantando os olhos.

3° Mito: Quem tem loja virtual trabalha menos do que quem tem loja física!

Numa loja física segue-se a rotina: limpar a loja, arrumar as prateleiras, disponibilizar o troco, levantar as portas, sorrir para o cliente! Na loja virtual esse trabalho NUNCA ACABA!Simplesmente porque a loja nunca fecha!

4° Mito: Não é preciso ter estoque para ter loja virtual! Vou vender primeiro depois eu compro!

Trabalhar com estoque de terceiros é coisa de e-commerce de grande varejo e de administração primorosamente profissional, não é para iniciantes. Quando o cliente compra qualquer coisa que seja numa loja virtual, ele tem pressa em receber! E se após a venda é que será feita a entrada no estoque, problemas imensos podem acontecer e gerar uma chamada ao Código de Defesa do consumidor.


5° Mito: O Cliente de loja virtual nem nota o valor do frete na hora da compra!

Um dos fatores mais fortes de abandono de carrinhos de compra em loja virtual é o valor do frete! E em alguns casos o valor do frete é que leva a efetivação da compra e não o preço. Existem inúmeras maneiras de delivery para lojas virtuais, mas é preciso negociar! Prazo e preço e repassar essas conquistas aos consumidores só trará mais vendas para a loja. E-consumidor sabe exatamente o que é um frete justo e privilegia lojas que usam o FRETE GRÁTIS para produtos com valor de Ticket diferenciado.

Por Adriana Cocco

Comente