Dicas para conseguir um emprego através do LinkedIn

LinkedIn  dicas para “vender o peixe”

Reprodução

Com o LinkedIn ficou mais fácil procurar por possíveis parceiros, encontrar malas diretas e até um novo emprego. No lugar de fotos, vídeos e passatempos, esse perfil é preenchido com currículos, cargos anteriores, pretensões profissionais e afins.

Para quem deseja aproveitar os benefícios do LinkedIn há algumas dicas. Para montar o perfil é preciso levar em consideração quais são os seus objetivos. Cristiano Rosa, Headhunter - Executive Search - um tipo de descobridor de talentos - da empresa Kairós RH, explica que os empregadores estão em busca de jovens talentos e o lugar em que eles mais procuram é nas redes sociais.

Cristiano conta que, no início, a rede era usada somente por executivos, mas que hoje, principalmente após a versão em português, já é possível encontrar candidatos e vagas em qualquer função. "A primeira coisa é nunca mentir sobre qualquer informação", recomenda o Headhunter. Vale lembrar que fluência em um segundo idioma é necessário, porém só coloque o nível que você realmente domina. "Muito provavelmente você será testado", afirma Cristiano.

Outra dica do profissional é linkar seu perfil no LinkedIn com o do Twitter, por exemplo. "Se você encontrar uma vaga no twitter pode passar ao contratante o seu perfil no LinkedIn", sugere Cristiano. "Eu recebi a missão de encontrar um excelente profissional para determinada vaga, em menos de meia hora encontrei bons candidatos dessa maneira", revela.

Para que seu nome seja um dos primeiros nomes a aparecer, além de publicar todas as informações relevantes sobre a sua carreira e perfil, é recomendado que coloque seu nome e sobrenome juntos, por exemplo, BiancaSouza. "Mantenha seu perfil sempre atualizado, isso é muito importante", ressalta o Headhunter. Além disso, para conseguir uma boa oportunidade é fundamental que você utilize todos os recursos do site. "Use os grupos para ficar atualizado, saber quem saiu e quem entrou na empresa que você almeja.

O conceito básico do LinkedIn é usar contato com pessoas que você conhece para chegar a uma vaga de emprego. "Grupos são fundamentais para dar dimensões de relacionamentos", pontua Cristiano.

"Recomendações de emprego são importantes, é como se pulasse a etapa de ficar procurando", completa. Isso não significa que conhecer pessoas basta. A realidade é que a rede possibilita que o empregador chegue com mais facilidade ao candidato melhor preparado para aquela vaga.


O especialista lembra que embora os integrantes da chamada "Geração Y" tenham qualidades fascinantes, algo preocupa os empregadores. "As empresas ficam com receio em relação aos profissionais que têm passagens muito curtas em cargos anteriores. Essa ansiedade dos jovens pode atrapalhá-los", afirma Cristiano.

Criado em 2002, o LinkedIn entrou no ar em maio de 2003. Diferentemente das redes sociais citadas acima, essa foi inventada por quem pensava em como facilitar a sua promoção profissional.

Por Bianca de Souza (MBPress)

Comente