Decore o escritório de casa com as técnicas do Feng Shui

Foto: Steve Hix/Somos Images/Corbis

Trabalhar em casa é algo que têm atraído muitos profissionais devido à praticidade e comodidade. No entanto, é muito importante tornar o escritório um espaço organizado, confortável e repleto de boas energias. Assim, as tarefas são concluídas com menos esforço e mais prazer.

Para decorar o cômodo, uma boa opção é usar os princípios do Feng Shui, arte milenar de harmonização dos ambientes. O termo é de origem chinesa e significa "vento" e "água", uma referência aos dois elementos necessários para conservar as influências positivas do espaço.

Com a aplicação do Feng Shui no ambiente as tarefas diárias tornam-se mais prazerosas, como explica Regina Rossini, designer de interiores, consultora e palestrante de Feng Shui: "O trabalho é quase sempre associado a imagens negativas de estresse, tensão, excesso de tarefas e prazos apertados. Quando harmonizamos a energia de um escritório a produtividade aumenta e o cansaço diminui".

Para harmonizar, Regina explica que os cinco elementos do Feng Shui - água, metal, terra, fogo e madeira - são importantes e formam um ciclo de equilíbrio quando bem aplicados. "Cada elemento representa uma emoção e pode ser correspondente a vários objetos. Tanto o escritório em casa como o convencional necessitam da diversidade e equilíbrio dos cinco elementos", diz.

Confira o que cada elemento remete na decoração, conforme cita Rossini:

Água: remete à ideia de fluidez e transparência. É representada pelo vidro, espelho, aquário, fonte e objetos com linhas onduladas.

Metal: remete à transmissão de ideias e comunicação. É representado pelo computador, telefone, acessórios cromados e luminárias redondas embutidas.

Terra: remete à sensação de segurança e estabilidade. É representada pela forma quadrada ou retangular de uma mesa, vaso de cerâmica com planta e a cor amarela.

Fogo: remete à ideia de calor, por isso incita e estimula. É representado pela cor vermelha, por objetos, lápis e caneta pontiagudos e tapete de couro.

Madeira: remete à ideia de crescimento e expansão. É representada pela madeira, pelas flores naturais ou artificiais e fotos da família.

Segundo Rossini, as mesas de um escritório devem ficar fora da direção do vão da porta, porém de frente ou de lado para a mesma e a cadeira deve ter uma parede nas costas. "É necessária ainda uma boa circulação entre as mesas e os armários de apoio (110cm no mínimo), cadeiras padronizadas e, no caso, de a mesa ficar de costas para a porta, coloque um espelho sobre ela de forma que a pessoa sentada possa ter visão de quem chega por trás."

Já no caso de escritórios convencionais com várias mesas em uma mesma sala, Regina diz que elas devem ser posicionadas lado a lado para reforçar o espírito de equipe e trabalho em conjunto. "Numa sala de reuniões posicione as cadeiras com a mesma distância umas das outras e para a mesa de diretoria, use cadeira de espaldar alto e diferenciado das outras", afirma.

De acordo com a designer de interiores, um armário baixo de madeira na posição de família, por exemplo, representa força de crescimento. O cachepôt com planta alta ou um armário alto na área de prosperidade, representa impulso para o fluxo financeiro. E uma mesa de vidro na área de trabalho representa transparência, leveza e fluidez para os negócios. "Um quadro com uma imagem de montanha na parede que fica atrás da cadeira simboliza proteção e segurança, já quando colocado à frente de quem está sentado, pode representar bloqueio e gerar dificuldades", orienta ela.

Porém, no caso de um quadro com imagens de água, precisa sempre ser usado à frente da mesa, pois gera movimento e promove ideias novas, enquanto atrás pode causar insegurança e instabilidade. "Plantas pontiagudas fora da área de sucesso, lixeiras que acumulem lixo de um dia para o outro, mesas muito robustas sem serem em escritório de advocacia, objetos sem uso, papeis desorganizados, gavetas bagunçadas e paredes muito vazias, não são recomendáveis", descreve.

Ela também ensina que para aplicar o Bágua a primeira coisa a ser feita é localizar a entrada principal. "A parte do Baguá que possui as áreas espiritualidade/ trabalho/ amigos ficará posicionada junto à entrada principal, Esta sempre será uma das três áreas."

O segundo passo é centralizar o Baguá na planta e dividi-la em três partes, tanto na horizontal quanto na vertical. Já no terceiro passo, os pontos são ligamos um ao outro de maneira que as linhas superiores se encaixam com as linhas inferiores formando um X e as linhas da lateral esquerda se cruzem com as da direita. Formando assim um octógono.

Cada área do Bágua será identifica na planta como a figura a seguir:

De uma maneira geral, Regina Rossini garante que todas as cores são harmônicas na decoração, o que determinará as ideais é o estudo do Feng Shui sobre cada pessoa e o tipo de atividade que será desenvolvida no local. "Em uma área onde textos são redigidos e corrigidos a cor amarelo é a mais indicada, pois ajuda na concentração e memória. Já em um que trabalha com ideias a associação mais indicada de cores é um branco diferenciado como gatinho ou algodão egípcio", sugeriu.

Por Stefane Braga (MBPress)