Dar expediente em casa

[img=1]

As empresas já sabem que, muitas vezes, o profissional rende mais trabalhando de casa. Por isso, cresce cada vez mais o número de pessoas que dão expediente alguns dias da semana em seu próprio lar.

Uma pesquisa sobre o assunto realizada pela Market Analysis, instituto de pesquisa de mercado e opinião pública, revelou que no Brasil, 23,2% da população adulta em atividade, ou seja, um em cada quatro brasileiros adota o trabalho em casa ao longo do mês de alguma forma. Um terço destes profissionais (8,1%) exerce o trabalho virtual quase diariamente.

Em tempos de BlackBerry e outros recursos, a chamada “mobilidade corporativa” é utilizada principalmente pela classe A e afeta ¼ da população. Entre os vinculados a micro-empresas com até quatro funcionários,este percentual duplica, chegando a 15%. Empresas desse porte são pioneiras na adoção intensiva e diária da nova estratégia de trabalho, seguida pelas de médio-porte (10,1%), entre 20 e 100 funcionários.

Trabalhar de casa é a forma mais popular da modalidade (52%). "Donos das companhias, gerentes e colaboradores de cargos administrativos mais altos são os principais representantes deste comportamento", afirma Fabián Echegaray, diretor da Market Analysis. "O computador é a principal ferramenta utilizada por esses profissionais (60%) na maior parte do tempo em que estão fora do escritório".

O Sul do país é a região em que as pessoas trabalham de casa o maior número de dias por mês.

Recentemente, uma outra pesquisa feita pela consultoria norte-americana Dice e divulgada pela agência Reuters apontou um dado interessante: 37% de cerca de 1,5 mil profissionais, afirmam que aceitariam receber 10% a menos de salário para trabalhar de casa e evitar os gastos de transporte até o escritório.

Comente