Curso técnico ou livre? Saiba qual é a melhor opção para entrar no mercado

Curso técnico Curso  livre

Foto - Shutterstock

O mercado de trabalho vem crescendo expressivamente no Brasil, porém as empresas estão cada vez mais exigentes na hora de preencher os postos de trabalho.

Além da capacitação técnica, os gestores de recursos humanos também buscam um profissional cada vez mais proativo, que tenha a habilidade para solucionar problemas e potencializar o trabalho em equipe.

Segundo o diretor do Instituto Monitor, Eduardo Alves, para disputar uma vaga, nesse cenário, o profissional já deve chegar preparado para atuar. Mas, o que fazer para atingir este nível de aperfeiçoamento? Os cursos técnicos e os livres são boas opções.

"Esses cursos são ótimas alternativas, pois possibilitam a entrada mais rápida ao mercado de trabalho, permitem a profissionalização e a atualização. No entanto, é importante salientar que, em se tratando de cursos técnicos, a grande vantagem é que, muitas vezes, os profissionais formados conseguem mais ofertas de empregos e estágios do que os recém-formados em ensino superior", ressalta Eduardo.

Para aqueles que buscam recolocação no mercado de trabalho ou pretendem ingressar em uma nova área sem formação superior, os cursos técnicos podem oferecer a qualificação adequada, de acordo com o interesse do profissional.

Para Eduardo, esses cursos também proporcionam benefícios aos estudantes do Ensino Médio, pois, quando realizados de forma concomitante a um estágio, oferecem, desde o início da vida profissional, uma prévia qualificação que é bastante valorizada por diversas áreas.

E quanto aos cursos livres? "Esses cursos tem duração variável e não exigem escolaridade. Estes programas têm por objetivo tratar de um assunto de forma bem direcionada, como por exemplo, idiomas, computação, dentre outros. Normalmente, estes cursos oferecem ao final apenas um certificado de participação", esclarece o diretor.

Afinal,em qual investir?

Apesar de ambos os cursos possuírem características favoráveis para o estudante e, principalmente, para o mercado de trabalho, é preciso ficar atento às condições de cada um.

Curso Técnico - Voltado para quem está cursando ou já cursou o ensino médio e quer se especializar em uma profissão. O curso tem duração de dois ou três anos e, ao finalizá-lo, o aluno recebe diploma.

Curso Livre - Designado para quem quer treinar, se atualizar, ou simplesmente aprender, o curso livre não exige pré-requisitos. Realizado em um curto espaço de tempo, não oferece diploma.


Por Vila Mulher

Comente

Assuntos relacionados: emprego educação mercado de trabalho