Como passar seriedade mesmo sendo jovem?

Como passar seriedade mesmo sendo jovem

Você faz faculdade, pós-graduação, MBA, curso de idiomas e começou a trabalhar cedo. Tanto esforço, com menos de 30 anos você já chegou a um posto de responsabilidade na empresa. Para muitos, pode ser considerado um "jovem talento". O fato, apesar de ser positivo, pode ter implicações negativas. A primeira delas é a desconfiança por parte de clientes, fornecedores e até mesmo dos colegas de equipe.

Segundo a consultora de RH, Camila Mariano, isso acontece tanto pela idade mesmo do profissional, que faz com que as pessoas pensem que não têm experiência ou conhecimento suficientes; ou por preconceito dos mais velhos e das pessoas com mais tempo de empresa, que se julgam mais competentes.

Eliane Magalhães é analista de contratos numa multinacional em Belo Horizonte e conta como passou a ser tratada por colegas de outra unidade da mesma empresa quando a conheceram pessoalmente. "Tenho 32 anos, mas pareço bem mais jovem. Conversava com colegas por telefone e, certa vez, tive que conhecer a unidade de São Paulo. Quando me viram, ficaram surpresos e disseram que me imaginavam bem mais velha", revela Eliane que afirma que, após esse encontro, passou a ser tratada com menos seriedade pelos colegas.

Dicas para virar o jogo

Credibilidade: Demonstre que conhece bem do negócio e que não está em seu posto à toa - a partir do momento que mostrar competência é que ele passará a ganhar credibilidade.

Comportamento: o jovem é mais extrovertido, mas ele tem de mostrar um comportamento maduro, com seriedade;

Modo de se vestir: é preciso se adequar à forma como a empresa conduz esta questão, buscando discrição e sendo o mais sóbrio possível em relação ao traje;


Vocabulário: evite as gírias e, principalmente, jargões muito novos na área, que podem não funcionar com os profissionais com mais tempo no mercado de trabalho.

Por Livany Salles

Comente