Como esquecer do trabalho nas férias?

Como esquecer do trabalho nas férias

Por mais que você esteja satisfeita com o seu emprego, chega uma hora que o que você mais deseja é férias. Mas, com tantas responsabilidades relativas à profissão, você consegue relaxar, se divertir e realmente desligar-se do trabalho? É muito comum entre profissionais com cargos de confiança, mesmo de férias, continuar respondendo e-mails ou atendendo emergências pelo telefone da empresa.

Segundo uma pesquisa anual da CareerBuilder.com, 25% dos trabalhadores que saíram de férias, planejava manter o contato com a empresa, enquanto 9% afirmaram que seus chefes esperavam que eles trabalhassem ou verificassem a caixa de e-mails durante o período. Entre aqueles que trabalham na área de vendas, 50% pretendia ligar para a empresa durante as férias, enquanto na área de serviços financeiros e de TI (Tecnologia da Informação), esse índice era de 37% para cada uma.

Se trabalhar nas férias já parece ruim, 15% dos trabalhadores tiveram que enfrentar algo ainda pior: o cancelamento das férias porque não conseguiram encontrar um momento adequado para tirá-las. Há também 9% que renunciaram a quatro ou mais dias de folga. Para não serem importunados nas férias com assuntos da empresa, 7% das pessoas chegam a dizer ao chefe que não será possível localizá-los durante o período.

Férias de verdade

Para a diretora operacional da CareerBuilder.com, Brent Rasmussen, existem medidas que podem fazer das férias mais agradáveis. Em um artigo de sua autoria, ela explica que não se deve manter o período de descanso em segredo. Mesmo que tenha mencionado alguns meses antes, é necessário lembrar os colegas sobre a sua saída temporária, na aproximação da data.

Dicas de quem já sofreu nas férias:

"Alguns meses antes, converse com seu chefe sobre quem irá te substituir durante a sua ausência. Depois disso, passe todo o seu conhecimento para esse colega, afinal, se ele precisar de ajuda, com certeza ele vai te ligar durante as férias", conta Renata Martins, analista de suprimentos de uma fábrica de cimento em Minas Gerais.

"Minha função não tem como escapar nem nas férias. Por isso, eu reservo um período do meu dia para resolver algumas pendências do serviço pelo computador ou celular. Faço tudo logo de manhã e rápido, depois eu passo o resto do dia livre", explica Joana Mendes, assistente de logística de uma transportadora no interior de São Paulo.


Eliana Duarte é supervisora operacional da mesma fábrica que Renata e assume que todos os chefes deveriam dar o exemplo para seus funcionários. "Quando saio de férias, não levo o trabalho junto. E é isso que eu espero dos meus subordinados também", finaliza.

Por Livany Salles

Fonte: Career Builder

Comente