Chorar no trabalho pode prejudicar sua carreira?

chorartrabalho

Foto - Shutterstock

De acordo com um estudo da Universidade de São Paulo, sobre gestão da qualidade de vida no trabalho, o sexo feminino chora três vezes ao mês, já os homens, apenas uma. A pesquisa foi feita em 37 países, incluindo o Brasil. Isso seria perfeitamente normal se feito em casa, no escuro, com as amigas... Mas e se a crise acontecer de maneira incontrolável e você chorar no trabalho?

Nós mulheres sabemos que não é nada fácil ser uma fortaleza o tempo todo. No entanto, as lágrimas, independente dos motivos, passam uma imagem de fraqueza, imaturidade e falta de profissionalismo. Por isso, para evitar comentários desnecessários ou uma situação embaraçosa dentro da empresa, tente respirar fundo ao máximo e não chorar na frente de todos.

Para a empresa e, principalmente, para o seu chefe, a imagem de uma pessoa equilibrada é sempre vista como alguém que possui bom senso e maturidade para lidar com qualquer circunstância no ambiente de trabalho. Logo, será melhor pra sua carreira.

Priscila Dias de Almeida, de 31 anos, farmacêutica de uma empresa em Jundiaí, contou que já explodiu algumas vezes. "Uma vez eu cheguei a quebrar o telefone e em outra ocasião ataquei o celular na parede, mas como fico sozinha numa sala, ninguém me viu chegar a estes extremos", revela.

No caso de Salma Mourad, biomédica, 28 anos, ela disse já ter chorado algumas vezes em seu ambiente de trabalho, mas por trabalhar em um dos maiores laboratórios do país, nunca chegou a explodir, de fato. "Quando estou muito nervosa ou por causa da TPM, acabo sempre chorando no microscópio, para ninguém ver." E iquando falamos em chorar, pode ser por qualquer motivo, mesmo que não seja relacionado ao trabalho. Problemas de casa, deixe em casa.

Porém, especialista dizem que se a explosão for inevitável, não fique preocupado com as consequências. A sensação de alívio depois de chorar é, certamente, a melhor maneira de fazer escolhas mais racionais.

leia também


Por Kelly Jamal

Comente