Cheque a sua evolução na carreira

Se um dos sinônimos de carreira é trajetória, um ponto de partida e um ponto de chegada são primordiais. Isso se aplica muito bem no caso da carreira profissional: poderíamos dizer que temos um começo, definimos um objetivo a alcançar, e traçamos um caminho para ligar os dois pontos. Uma vez iniciado o caminho, colocamos nosso foco no objetivo e seguimos em frente. E é aí que mora um perigo: não prestar atenção ao modo como estamos caminhando.

No entanto, é importante avaliar, de tempos em tempos, se é preciso fazer mudanças no caminho, que etapas já cumprimos ou o que ainda há pela frente. É para ajudá-lo nessa avaliação que eu lhe proponho três perguntas:

Você seria contratado para o cargo que ocupa hoje?

Até para continuar no mesmo cargo você precisa evoluir. Se o mercado gera novas demandas, a tecnologia se renova todo dia e sua empresa é obrigada a manter-se atualizada, por que o seu cargo permaneceria igual? Como você está onde está?

Faça um balanço do período em que ocupa a função atual. Você acha que tem aproveitado todas as oportunidades de desenvolvimento que surgiram? Está realizando tudo que poderia realizar? Pense bem, pois, enquanto você ainda tiver possibilidades de crescimento na função que exerce hoje, talvez seja cedo para sair dela.

Você tem competência para ocupar o lugar do chefe?

Vamos imaginar que seu chefe ficasse temporariamente afastado do trabalho - por motivos de saúde, por exemplo. Você estaria preparado para ocupar o lugar dele? Saberia como lidar com as pressões do cargo e as cobranças dos superiores por resultados? Como faria para manter sua equipe de trabalho motivada? Estaria à altura das responsabilidades da função? Que competências você teria de possuir para dar conta do recado?


Colocar-se no lugar do chefe é um bom exercício para desenvolver-se na carreira. Faz você olhar com olhos de aprendiz para os seus superiores (em vez de muitas vezes reclamar deles) e identificar o que lhe falta para ocupar um cargo do mesmo nível.

Espero que essas perguntas tragam muitos insights para sua vida profissional e o ajudem a manter-se no caminho que conduz aos seu objetivo. Mas não fique só nelas. Faça a si mesmo muitas outras perguntas, sempre, todo dia! Acostume-se a usar o autoquestionamento para se observar, refletir e fazer eventuais correções na rota que vem seguindo. Essa é uma poderosa ferramenta para se conhecer melhor e evoluir na carreira.

Colunista do Vila Sucesso e Vila Equilíbrio, Leila Navarro é palestrante motivacional e comportamental, além de ser empresária e Presidente do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Capital Humano.

Comente