Chega de calotes: dicas para evitar prejuízos nos negócios

Levou e não pagou? Saiba o que fazer para evitar dívidas de clientes
dicas dívidas empresa

Istock/© michaeljung

Ter o próprio negócio é uma das conquistas mais desejadas pelos brasileiros. Para ser seu próprio chefe, é preciso não só disciplina, como uma certa malícia para lidar com possíveis 'calotes' que podem deixar sua empresa cheia de dívidas.


A situação atual dos empreendedores não anda nada fácil por conta dos altos níveis de inadimplência. De acordo com o Serasa-Experian, o atraso no pagamento por parte das empresas em abril foi mais de 12% maior em relação ao mesmo período em 2014 e o número de cheques devolvidos também alcançou um índice recorde.

De acordo com Carlos Eduardo Moura, diretor da área de assinaturas da Superlógica, os famosos 'calotes' são um dos responsáveis por este tipo de crise financeira. “Continuar entregando produtos ou prestando serviços a um cliente que está inadimplente pode levar a um grande descontrole na gestão e, em casos mais graves, à quebra da empresa”, explica.

O profissional deu algumas dicas para diminuir em 25% as perdas com inadimplência. Confira:

Acompanhe a dívida de perto

Para combater e reduzir os índices de falta de pagamento, é preciso saber quem está atrasado total e tempo de atraso de cada cliente. Com as informações em mãos, é possível tomar as medidas necessárias para a cobrança mais rapidamente, evitando perdas maiores. “Assim como o controle de custos, a inadimplência deve ser acompanhada diariamente, ainda mais em tempos de crise”, diz.

Lembretes, sempre

Acredite, alguns clientes não pagam suas faturas pelo simples fato de esquecerem de fazer isso. Enviar lembretes por e-mail ou SMS avisando que o boleto vence em cinco dias, ou que está vencendo no dia, é uma estratégia eficiente e simples de implementar, principalmente se sua empresa conta com um sistema de gestão.

No caso dos e-mails, vale caprichar no título para chamar a atenção. Você pode usar termos como “Lembrete” ou “Não esqueça”. Em caso de SMS, uma alternativa é colocar o nome da sua empresa no remetente da mensagem e avisar o cliente sobre o e-mail que foi enviado.  Vale até mesmo enviar carta via Correios para os inadimplentes.

Realize acordos

Existem casos em que a perspectiva de pagamento é mínima e o melhor caminho para reduzir as perdas é optar por um acordo, abrindo mão de parte da dívida ou mesmo parcelando-a em várias prestações.

Esteja preparado para colocar esta estratégia em prática e contemplá-la em sua gestão financeira. Embora não seja a alternativa ideal para o negócio, o impacto negativo de uma inadimplência pode ser reduzido com um acordo entre as partes.

Saiba o que fazer caso a dívida prossiga

Defina em quantos dias um cliente terá o serviço interrompido ou desativado no caso de inadimplência. Se o mesmo ultrapassar os dias de inadimplência pré-definidos, suspenda o serviço prestado até a regularização da dívida. Isso evitará que sua empresa continue prestando um serviço ou entregando produtos que não estão sendo remunerados, resultando em perdas ainda maiores.

Por Thamirys Teixeira

Comente