Cartões de visita - escolha o melhor para você

Cartões de visita  escolha o melhor

Agência brasileira Mii adotou mídias sustentáveis, estes cartões de visita foram impressos em folhas de árvores/Foto: Reprodução

Cartões de visita são acessórios vitais para muitos profissionais. Um pequeno objeto com algumas informações podem fazer a diferença na hora de conquistar um novo cliente ou parceiro para a empresa. Mas cuidado, o modelo errado pode prejudicar seus negócios.

Um bom cartão de visita deve conter três informações básicas: dizer quem você é, o que você faz e como entrar em contato com você. Se você tiver que priorizar algumas destas informações, opte pela última. "Evite inserir informações que tirem a atenção da mensagem que você quer comunicar ou que façam ele não ser colocado onde possa ser encontrado na hora da necessidade", sugere o administrador de empresas Augusto Campos, criador do Efetividade.net blog que trata de produtividade pessoal. Entre os cartões pouco indicados estão aqueles com formato incomum, como imã de geladeira, por exemplo.

Atualmente, cartões em formatos e materiais clássicos, sóbrios e tradicionais são os mais procurados. Embora não exista uma regra específica, uma boa referência pode ser não se afastar muito das dimensões aplicadas a cartões de crédito, e que adota como padrão um retângulo de 8,5 x 5,3cm.

Campos diz: "Algumas ideias de diferenciação precisam ser tratadas com cuidado especial: cartões em materiais espessos - já vi um impresso em uma pequena tábua - redondos, entregues em um envelope, dobráveis escondendo a informação relevante na parte interna, codificados e exigindo fazer uma pesquisa online ou usar um aplicativo de celular certamente são diferentes do usual e podem chamar a atenção, mas podem representar um obstáculo ao armazenamento e futura pesquisa."

O administrador acredita que tudo em excesso pode fazer mal e que exageros no design raramente passam a ideia que o autor deseja. "O cartão que se racha ao meio do advogado em divórcios e o cartão em formato de folha de árvore do especialista em reflorestamento são ótimas ideias para dar início a uma conversação e garantir um primeiro contato memorável, mas quando o cliente em potencial não conseguir encaixar a folha e o cartão quebrado no seu porta-cartões e acabar guardando em uma gaveta qualquer, ele diminui as chances de um dia encontrar este advogado e este especialista quando vier a precisar deles", afirma Campos.


"Mas às vezes a criatividade é muito bem aproveitada: recentemente vi o cartão de uma loja de instrumentos musicais que incluía em seu interior uma palheta para violão - destacável sem prejudicar o formato retangular - contendo o nome e telefone da empresa, que aumenta a chance de a informação relevante estar nas mãos do cliente quando ele tem a oportunidade de contatar ou indicar a empresa e ao mesmo tempo não reduz a oportunidade de o cartão em si ser devidamente acondicionado", finaliza o administrador.

Bianca de Souza (MBPress)

Comente