Carreira: cai otimismo do brasileiro

Parece que os brasileiros não andam muito contentes quando o assunto é a carreira. É o que mostra a pesquisa do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada). Pela segunda vez, o índice revela piora do otimismo dos entrevistados entre os meses de abril e maio deste ano.

Para 56% dos chefes de família, não há expectativa de melhoria nas condições de trabalho para os próximos seis meses. Apenas 38,3% esperam alguma mudança positiva. Outros 5,3% não tiveram uma resposta para essa questão.

Já nas regiões do Brasil, a Norte mostrou-se menos otimista, onde 73% das pessoas disseram não ter esperança em melhoras significativas. Na Nordeste, 58,8% não esperam melhorias. Já na Sudeste, o percentual é de 60,9%. Na região Centro-oeste, são 49,1% que não acreditam. Para finalizar, com o menor número está a região Sul, com 40%.

No entanto, quando o quesito é segurança, ao menos 71,1% dos participantes da pesquisa estão seguros no atual emprego.

Por Lívany Salles

Comente

Assuntos relacionados: carreira emprego trabalho otimismo brasileiro