As lavanderias e a história

Uma atividade que começou com os imigrantes italianos e japoneses, as lavanderias e tinturarias serviram de sustento e tiveram uma grande contribuição para o desenvolvimento dessas duas grandes colônias paulistanas. E com o crescimento dessa atividade, há exatamente 70 anos nascia o Sindilav, Sindicato de Lavanderias e Similares do Município de São Paulo e Região.

Hoje são mais de 3.600 lavanderias do Estado, e talvez muitos donos e trabalhadores desconheçam essa origem. Conta o sindicato que muitos imigrantes italianos, sempre muito ligados ao setor da moda, quando se instalaram na cidade passaram a trabalhar com lavanderias, cuidando dos vestidos e ternos bem cortados dos paulistanos no pós-guerra. Nas décadas seguintes o cenário mudou e a participação dos japoneses aumentou, chegando a 80% o número de donos de lavanderia na década de 70.

Durante toda a existência, as lavanderias foram sendo moldadas pela moda, adaptando-se ao surgimento de tecidos ou a intensificação de outros, como o jeans. Para atender a essas novas exigências, foi preciso profissionalizar cada vez mais o setor e inovar para atender o mercado e seus mais variados segmentos: doméstico, decoração, hospitalar, industrial e jeans.

Por Lívany Salles

Comente

Assuntos relacionados: carreira lavanderia japoneses imigrantes