Artesanato como profissão

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+
Artesanato como profissão

Foto/ Divulgação Feira Brazil Patchwork Show.

Sabonetes artesanais. Sandálias customizadas, As opções de renda extra pode ser uma boa alternativa, ou, quem sabe, se tornar renda definitiva. Foi o que aconteceu com Anita Ramos, que é socióloga, e via o artesanato como hobbie para as horas de folga e, no entanto, resolveu torná-lo o trabalho principal.

O portal Artesanato na Rede reúne diversas técnicas de arte, para todos os gostos. E para cada uma delas, histórias de sucesso como a de Anita e de outras mulheres cadastradas. Outro caso é o da artista plástica Adeílda Barros que descobriu na massa de biscuit uma forma de sair da depressão e conseguir uma renda extra para o sustento de sua família.

E mais do que fazer o que gosta, melhor ainda quando é possível aliar a outras atividades. "Como sempre quis dar aulas, descobri no artesanato também essa possibilidade de exercer essa outra profissão (paixão) que é lecionar", conta Beatriz Barradas, que é autora do livro "Artesanato na Vida e Vice Versa".


Realmente, fazer do trabalho uma fonte de renda, um hobbie e uma terapia é o sonho de muitas pessoas. "Muitas pessoas tratam esta atividade como uma terapia, pois se esquecem do tempo e se distraem, ao mesmo tempo em que trabalham", garante a artesã Juliana de Morais, que faz artesanato com areia colorida em garrafinhas.

Por Lívany Salles

  • Facebook
  • Pinterest
  • Twitter
  • Google+

Comente