A primeira impressão, fica?

A primeira impressão fica

Sabe a máxima de que a primeira impressão é a que fica? Pois é, ela fica mesmo. Alguns estudos apontam que em 30 segundos você é capaz de formar uma lista de impressões completa sobre o caráter e a habilidade da pessoa observada. Assusta mais se você pensar que os estudos valem também para aqueles que lhe observam, certo?

A consultora de imagem Lilian Riskalla, de São Paulo, comenta que nos Estados Unidos, por exemplo, uma pesquisa com 150 empregadores revelou que a maior razão de rejeição é má aparência - mais até do que atraso ou hostilidade. "Reações desse tipo estão impregnadas na sociedade, desde os tempos em que nossa sobrevivência dependia se éramos astutos e rápidos para medir uma situação de perigo. Somente os que podiam ‘ler’ os outros apuradamente viviam para lutar no dia seguinte", contextualiza.

Segundo ela, cada um tem mesmo meio minuto para formar uma boa imagem, já que naquela listinha estão pontos como educação, sucesso, personalidade, nível de sofisticação e confiança, senso de humor e nível social. "Infelizmente, esse tempo não é suficiente para mostrar todas as habilidades, currículo, talentos, treinamento e uma lista substancial que satisfaça entrevistadores e clientes".

O primeiro julgamento, precipitado na maioria das vezes, é muito difícil de ser alterado. "Em um encontro inicial tendemos a tratar os outros como objetos, dando ênfase a como eles se parecem e soam a você. Às vezes, não temos uma segunda chance para mudar esta impressão", pontua Lilian, que é membro da maior associação de consultoria de imagem do mundo, a AICI.

As pessoas frequentemente vêem e ouvem apenas o que estão condicionadas, de acordo com suas próprias crenças e valores. Psicólogos chamam isto de "Halo Effect" (ou efeito aura, numa tradução livre). "Nós nos fechamos em um padrão que acreditamos ser verdade e deixamos de fora qualquer coisa contrária. Quando a mensagem visual é positiva, a pessoa que você acabou de conhecer tenderá a achar que todos os aspectos sobre você são igualmente positivos. Estará menos propicia a notar algum pequeno ato que possa resultar em uma impressão negativa. Se sua mensagem visual é negativa, o novo cliente ou empregador ou mesmo um novo namorado pode não gastar tempo e esforço para descobrir a talentosa ou interessante pessoa que você é", afirma Lilian.

A dica dela para causar uma boa impressão é determinar se sua imagem atual reflete sua personalidade e estilo de vida. "O desafio é ser percebido pelos outros como um retrato acurado desenvolvido de si mesmo", descreve. Para mudar a impressão negativa, é preciso prestar atenção aos aspectos ruins de sua imagem que devem ser mudados ou melhorados - se você tiver uma segunda chance, claro.

leia também


Por Sabrina Passos (MBPress)

Comente