5 dicas para fazer a sua marmita

5 dicas para fazer a sua marmita

Foto: Bloom Image/ Corbis

Para algumas pessoas a palavra marmita é terrível, já que não gostam de comida requentada ou em recipientes que não sejam pratos. Há ainda aqueles que acham que a refeição pode estragar. Mas existe também quem leve e até prefira a comida que fez em casa.

Porém, aqueles que apostam na marmita devem ficar atentos aos detalhes. É preciso saber prepará-la para o dia seguinte e planejar-se para ter um cardápio diferenciado a semana inteira. Mas como fazer isso? Nós, do Vila Mulher, damos todas as dicas.

O primeiro passo é assegurar a variedade de alimentos. "A marmita da semana deve ser diversificada quanto aos legumes, como chuchu e beterraba; às proteínas, por exemplo, frango, peixe e carne vermelha; às folhas, como couve e espinafre; e aos carboidratos, dentre eles, batata, arroz ou macarrão", explica a Dra. Sylvana Braga , nutróloga, reumatóloga, fisiatra e especialista em prática ortomolecular, que publicou o livro "Dieta Ortomolecular".

No entanto, existem alguns alimentos que não são adequados para levar na marmita. "Deve-se evitar embutidos, como salsicha e linguiças, frutos do mar e frituras. Também não são recomendadas carnes cozidas, ensopados, vegetais refogados, saladas frescas e massas com molhos vermelhos ou a bolonhesa", pontua a nutróloga.

O ideal é ter um cardápio balanceado a semana inteira para não ganhar alguns quilinhos. "Pode-se levar arroz e feijão ou batata ou ainda macarrão e revezar entre carne vermelha, frango, peixe e ovo. Além disso, é melhor cortar salgadinhos, carnes de porco e molhos com maionese e creme de leite."


Se você é aquele tipo de pessoa que precisa levar marmita, porém, perde a fome na hora de comer, existe um jeito para isso não acontecer. "O segredo é variar e fazer a comida com molhos originais que não sejam calóricos. O queijo ralado pode ser uma boa opção para melhorar o sabor de alguns pratos", ensina Sylvana.

Uma última dica! Armazenar a comida em um pote de plástico e esquentá-lo no micro-ondas é correto. Agora levar marmita em recipientes de alumínio é errado, pois eles podem liberar metal tóxico. Fique atenta!

Por Marisa Walsick (MBPress)

Comente